Brasília Ida de Bolsonaro à Rússia não é problema, diz Mourão: 'Um dia só'

Ida de Bolsonaro à Rússia não é problema, diz Mourão: 'Um dia só'

País vive tensão com a Ucrânia. Presidente viaja na noite desta segunda-feira e deve se encontrar com Putin e empresários

  • Brasília | Lívia Veiga, da TV Record, e Sarah Teófilo, do R7

Presidente Jair Bolsonaro ao lado do vice, Hamilton Mourão

Presidente Jair Bolsonaro ao lado do vice, Hamilton Mourão

Joedson Alves/EFE - 13.09.2021

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, disse nesta segunda-feira (14) não ver "maiores problemas" na viagem do presidente Jair Bolsonaro à Rússia. O mandatário embarca para Moscou nesta noite, em meio a uma escalada da crise entre o país governado por Vladimir Putin e a Ucrânia. Ele será recebido pelo presidente russo e também se encontrará com empresários. Bolsonaro ainda irá à Hungria.

"Semana passada o presidente da Argentina esteve lá e zero trauma, né? Não vejo problema. Essa tensão que está ocorrendo é fruto das pressões de ambos os lados, da Rússia e da Ucrânia, que está imprensada, e, óbvio, o pessoal da Otan [Organização do Tratado do Atlântico Norte], com os Estados Unidos à frente. Na minha opinião, vai ficar nesse jogo de pressão. A viagem do presidente é um dia só lá, sem maiores problemas", afirmou Mourão a jornalistas.

Bolsonaro e Putin se encontraram no Brasil em 2019, no Palácio do Planalto, após reunião da Cúpula do Brics. Hoje, a Rússia vive uma crise diplomática. Os EUA alegam que os russos querem invadir a Ucrânia e já orientou que cidadãos americanos deixem o país. A Rússia oficializou uma demanda para que a Ucrânia tenha a entrada barrada na Otan.

Nos últimos dias, os Estados Unidos disseram ser importante que o Brasil transmita, durante a visita à Rússia, os valores compartilhados entre os dois países. A ideia é que o presidente Bolsonaro deixe claro a Putin que as preocupações dos EUA e do Brasil em relação à crise com a Ucrânia são as mesmas. Ou seja: que fique evidente que, na crise diplomática, o Brasil não apoia Moscou.

Últimas