Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Qualifica-DF abre 12,6 mil vagas para cursos de capacitação profissional gratuitos

Atividades serão na Asa Sul, Ceilândia, Guará, Paranoá e Planaltina; inscrições podem ser feitas até 4 de julho no site da Sedet

Brasília|Iasmim Albuquerque*, do R7, em Brasília


Inscrições vão até 4 de julho Lúcio Bernardo Jr/ Agência Brasília

O Qualifica-DF abriu 12,6 mil vagas nesta segunda-feira (24) para mais de 40 cursos profissionalizantes. Entre as áreas ofertadas estão auxiliar de recursos humanos, eletricista, estética e agente de portaria. As inscrições devem ser feitas até 4 de julho no site da Sedet (Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda do Distrito Federal).

Leia mais

Os cursos de qualificação profissional oferecidos têm uma carga horária total de 240 horas/aula e serão ministradas nos turnos matutino, vespertino e noturno. As aulas são ofertadas nas regiões de Ceilândia, Guará, Paranoá, Plano Piloto e Planaltina. As modalidades disponíveis podem ser conferidas no edital do programa, publicado na sexta-feira (21).

“A capacitação profissional gerada pelo QualificaDF é mais que uma perspectiva, é a verdadeira inserção no mercado de trabalho pois gera, acima de tudo, uma possibilidade real de empregabilidade. Em muitos cursos do programa os alunos já saem empregados. O QualificaDF é a melhor ferramenta de qualificação que o cidadão para combater o desemprego.”, disse o secretário da pasta, Thales Mendes Ferreira.

Como participar

Para participar do programa, o interessado deve ser brasileiro ou naturalizado ou estrangeiro em situação regular no país, ter idade mínima de 16 anos e ter escolaridade compatível com o curso desejado. Nesses casos, será obrigatório o preenchimento do formulário de autorização pelos responsáveis legais. O cidadão também deverá apresentar comprovante de residência.

Publicidade

Sistema de segurança

Por determinação da pasta, os locais que receberão as atividades do Qualifica-DF, localizadas no Plano Piloto, em Ceilândia, em Planaltina e no Guará, instalaram catracas com sistema biométrico com reconhecimento facial no início de junho. A medida busca trazer mais facilidade na análise da frequência dos alunos e proporcionar mais segurança.

*Sob supervisão de Fausto Carneiro

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.