Brasília CPI: depoimento de advogada reforçou denúncias contra a Prevent

CPI: depoimento de advogada reforçou denúncias contra a Prevent

Bruna Morato informou à CPI que invasores duplicaram os IPs das câmeras e levaram documentos e o computador da advogada



  • Brasília

A advogada Bruna Morato, que representa 12 médicos da operadora de saúde Prevent Senior, disse em depoimento à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid-19, nesta terça-feira (28), que seu escritório de advocacia, em São Paulo, foi invadido depois que denúncias sobre a operadora foram difundidas, no primeiro semestre deste ano. As acusações foram divulgadas pela imprensa e, em seguida, o Ministério Público de São Paulo (MP-SP) entrou com um pedido junto às autoridades competentes para que fossem averiguadas.

Últimas