Cidades Adolescente é baleado em tiroteio envolvendo Polícia Militar de Santa Rita; caso é investigado

Adolescente é baleado em tiroteio envolvendo Polícia Militar de Santa Rita; caso é investigado

Um adolescente de 14 anos foi baleado em um tiroteio envolvendo a Polícia Militar na noite desse domingo (11), no bairro de Tibiri II, em Santa Rita, Região Metropolitana de João Pessoa. Ele estava em um terreno baldio quando foi atingido pelo disparo. Em vídeo que circula nas redes sociais, moradores da localidade questionam a […]

Portal Correio
Vítima foi levada para Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa (Foto: Arquivo/Portal Correio)

Um adolescente de 14 anos foi baleado em um tiroteio envolvendo a Polícia Militar na noite desse domingo (11), no bairro de Tibiri II, em Santa Rita, Região Metropolitana de João Pessoa. Ele estava em um terreno baldio quando foi atingido pelo disparo.

Em vídeo que circula nas redes sociais, moradores da localidade questionam a polícia sobre a ação. É possível ouvir quando um policial fala que estava ali para apurar ocorrência repassada pelo Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), mas as outras pessoas parecem discordar que o adolescente atingido fosse suspeito de algum de crime. A vítima estaria, na realidade, soltando fogos na companhia de amigos.

O adolescente foi socorrido pela própria viatura da PM para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. De acordo com boletim médico, ele segue em observação na ala de pediatria, em situação regular.

Em nota, a Polícia Militar afirma que foi à localidade conhecida como Campo do Bragantino para checar denúncias de disparos de arma de fogo. A instituição alega que, ao chegar lá, a polícia foi recebida com tiros e revidou os disparos. Durante o tiroteio, os criminosos teriam fugido por uma mata.

“Quando a PM fazia buscas no local, encontrou um adolescente baleado. Só no decorrer da apuração será possível dizer de onde partiu o disparo que atingiu o adolescente e se ele teria ligação com o grupo que participou do tiroteio. Qualquer apontamento agora, sem a devida apuração, pode ser equivocado. A própria PM também está apurando o caso”, diz o comunicado.

Assista ao vídeo abaixo:

Últimas