Até 41% das ligações para números de emergência na PB são trotes

Em levantamento divulgado na tarde desta segunda-feira (17), pela Secretaria de Estado O post Até 41% das ligações para números de emergência na PB são trotes apareceu primeiro em Portal Correio.

Em levantamento divulgado na tarde desta segunda-feira (17), pela Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (Sesds), o órgão informou que 41% das ligações recebidas pela urgência da Polícia Militar do Estado (190) foram indevidas, incluindo também os conhecidos ‘trotes’. Ainda conforme os dados, 19% das ligações efetuadas para o contato de emergência do Corpo de Bombeiros foram registradas da mesma maneira.

Os dados são relacionados ao segundo semestre de 2019, onde, de acordo com o Centro Integrado de Operações (Ciop), foram registradas 60 mil chamadas destinadas ao Corpo de Bombeiros e outras 320 mil para a Polícia Militar.

“Um mesmo número chegou a ligar três mil vezes, de forma indevida, para o Ciop. Ao mesmo tempo que é importante orientar o cidadão para o serviço prestado por cada número de urgência e emergência, é preciso orientar também sobre o fato de que trote é crime e que existe uma sanção prevista para a essa prática, passível de detenção ou multa”, alertou o coordenador do Ciop, coronel Júlio César de Oliveira. 

Na prática, quando o cidadão liga para o 190, a Polícia Militar é acionada. São chamadas como roubos, furtos, crimes contra a vida, ou tentativas, entre outros tipos de ocorrência policial. Já o 193 deve ser utilizado pelo cidadão que deseja atendimento por parte do Corpo de Bombeiros Militar, que trabalha com resgates, acidentes, colisões, incêndios, entre as possíveis situações de emergência relacionadas à vida. Ambos os números estão diretamente ligados aos atendimentos realizados pelo Centro Integrado de Operações (Ciop) da Sesds. 

Contatos para emergência

Na Paraíba, três números para contato direto com as Polícias Militar e Civil e o Corpo de Bombeiros Militar são oferecidos pela secretaria à população para registros de ocorrências e atendimentos de urgência e emergência ou para denunciar fatos que necessitam de investigação: 190, 193 e 197.  As chamadas são direcionadas às instituições responsáveis pelo atendimento. Os números de telefone, que funcionam gratuitamente e de forma ininterrupta, podem ser discados de aparelhos fixos ou móveis e o esclarecimento sobre a diferença entre os serviços dá mais agilidade na resposta dos órgãos de segurança pública à população.  

Para investigação

O Disque Denúncia (197) é um canal direto do cidadão com a Polícia Civil, para encaminhar denúncias que serão investigadas e que podem ser acompanhadas por um número de protocolo. A ligação para o serviço é gratuita, de celular ou telefone fixo, partindo de qualquer lugar do estado, 24h por dia. O diferencial é que o denunciante não precisa se identificar e as informações são repassadas para a unidade policial responsável pela apuração da denúncia.

O post Até 41% das ligações para números de emergência na PB são trotes apareceu primeiro em Portal Correio.