Diário Digital Assassino de comerciante diz em depoimento que não teve intenção de matar

Assassino de comerciante diz em depoimento que não teve intenção de matar

Oito dias após matar o comerciante Hugo Gonçalves Insabralde, de 29 anos, policiais do GOI (Grupo de Operações e Investigações) da Polícia Civil prenderam Maikon Lucas Mathias, de 22 anos, que confessou o crime. Ele foi ouvido na manhã desta quarta-feira (13), na 3º Delegacia de Polícia e alegou ter agido para “ se defender”. […] O post Assassino de comerciante diz em depoimento que não teve intenção de matar apareceu primeiro em Diário Digital.

Oito dias após matar o comerciante Hugo Gonçalves Insabralde, de 29 anos, policiais do GOI (Grupo de Operações e Investigações) da Polícia Civil prenderam Maikon Lucas Mathias, de 22 anos, que confessou o crime. Ele foi ouvido na manhã desta quarta-feira (13), na 3º Delegacia de Polícia e alegou ter agido para “ se defender”.

Para o delegado Ricardo Meirelles, Maikon disse em depoimento ter se “antecipado” e assassinado o comerciante por saber que ele era uma pessoa violenta. “Ele disse que se sentia ameaçado, mas não que a vítima estivesse de fato o ameaçando e sim, porque segundo o autor, achava a vítima violenta. Então, antecipou-se por acreditar que poderia ter algum problema com Hugo, tomou a frente, e efetuou os disparos mesmo sem nenhuma discussão”, explica o delegado.

O motivo que teria provocado um suposto atrito na relação do funcionário e o comerciante, seria uma mensagem enviada por Hugo a mulher do autor.

No final do depoimento, Maikon entrou em contradição e disse à polícia que não tinha intenção de matar Hugo, apesar das imagens chocantes que revelam a violência com que a vítima foi morta a tiros, facadas e golpes de tacos de sinuca.

“Ele parou com os golpes porque percebeu que a vítima não estava mais se mexendo, mas enquanto Hugo estava vivo, esboçando sinais vitais, reação, Maikon continuou a golpeá-lo até que tivesse certeza da morte da vítima”.

Diante das provas, Maikon Lucas Mathias, 22 anos, segue preso preventivamente por homicídio triplamente qualificado por motivo fútil, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima.

Uma semana antes, no dia 6 de janeiro, Maikon havia divulgado um vídeo em um perfil falso na rede social, dizendo que matou Hugo por “trairagem”.

“Ele deu em cima da minha mulher e ainda queria me matar. Ele mandou uma mensagem e eu visualizei porque eu tenho o Facebook dela logado no meu celular. Eu visualizei a mensagem e aí fiquei quieto, na minha”, falava no vídeo.

O comerciante Hugo Gonçalves Insabralde, de 29 anos, foi morto na noite de 4 de janeiro. O homicídio aconteceu na frente da conveniência da vítima, no Bairro Danúbio Azul.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Comerciante Hugo Gonçalves Insabralde, de 29 anos, foi morto na noite de 4 de janeiro (Divulgação/Facebook)

 Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que o comerciante foi brutalmente assassinado a tiros, a facadas e a golpes de taco de sinuca.

Maikon alugou uma edícula para se esconder, no Bairro Caiobá, onde foi preso na tarde de ontem (12).

O post Assassino de comerciante diz em depoimento que não teve intenção de matar apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas