Diário Digital Campo-grandense supostamente sequestrada em SP diz estar tudo bem

Campo-grandense supostamente sequestrada em SP diz estar tudo bem

Mulher, de 41 anos, conheceu um novo amor pela internet e foi morar, em Itapecerica da Serra (SP)

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital

A Delegacia Especializada em Repressão à Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros (Garras) em conjunto com a equipe policial de Itapecerica da Serra (SP) localizou a mulher, de 41 anos de idade, que saiu de Campo Grande (MS) e supostamente teria sido sequestrada na última segunda-feira (11) no interior paulista.

Segundo informações, o marido e a filha registraram um boletim de ocorrência informando que a mulher teria conhecido uma pessoa na rede social pelo perfil "Joaquim Naline". Na  data, a vítima teria dito a família que tinha conhecido uma pessoa pela internet e que iria até São Paulo (SP) e, seguiria viagem a Itapecerica da Serra.

Ao não ter mais contato com a mesma pelo telefone celular, o marido e a filha tiveram acesso a rede social da mulher e viram as mensagens trocados entre os dois. O último contato foi às 16h.

Já na madrugada de terça-feira (12) o marido recebeu uma ligação. No qual, o autor teria deixado o mesmo conversar com a vítima. Pelo telefone, a mulher disse que estava toda machucada e amarrada em um quarto e que autor estaria pedindo R$ 17 mil, pois, o seu companheiro estaria baleado e precisava fazer uma cirurgia.

Após a ligação, a filha da mulher em MS, viu uma reportagem do interior paulista informando que uma quadrilha sequestrou mãe e filha e, que acabou tendo um tiroteio com a polícia. Por conta dos tiros, mãe e filha vieram a óbito e um autor baleado. Dois dos autores teriam fugido e um acabou preso.

Conforme o boletim de ocorrência, a filha da suposta sequestrada acreditava que o autor da quadrilha poderia ser o mesmo que estava mantendo sua mãe em cárcere. Após os relatos, a Garras iniciou as diligências para localizar a mulher.

Nesta quarta-feira, 13 de Julho, o delegado de Polícia do Garras, João Paulo Natali Sartori, informou que após o trabalho de inteligência a mulher foi localizada. Ela foi até uma chácara – onde está vivendo, por livre e espontânea vontade. Através de vídeo, foi comprovado que a mesma está bem e não havia sido sequestrada.

Últimas