Como popularizar ainda mais a utilização de cashback e cupons por parte do cliente

É fato que os consumidores sentem-se motivados quando do anúncio de promoções em lojas, sejam elas físicas ou de ecommerce. Nos últimos tempos, contudo, dois tipos de prática passaram a conquistar os clientes de muitas modalidades de loja online: são emissões de cupons e cashback. Os cupons são voltados à liberação de percentuais de desconto, […] O post Como popularizar ainda mais a utilização de cashback e cupons por parte do cliente apareceu primeiro em Diário Digital.

É fato que os consumidores sentem-se motivados quando do anúncio de promoções em lojas, sejam elas físicas ou de ecommerce. Nos últimos tempos, contudo, dois tipos de prática passaram a conquistar os clientes de muitas modalidades de loja online: são emissões de cupons e cashback. Os cupons são voltados à liberação de percentuais de desconto, alguns deles bastante expressivos, diga-se de passagem.

Já o cashback é uma espécie de “devolução” de parte dos valores pagos, podendo ter seu emprego convertido em novas compras no próprio comércio eletrônico que o gerou ou ainda depositado em conta bancária do cliente.

Os serviços mais contemplados:

Grandes magazines, assim como formatos de loja virtual de pequeno porte viram nessas duas ferramentas uma maneira nova e promissora de lidar com as vendas. Isso é notado, dentre outros modos, por meio das compras em dropshipping, já que este formato é um dos que mais agregam estas práticas.

Perfis dos consumidores que mais utilizam tais mecanismos:

O cashback pode ser obtido de forma direta em sites de compras e isso costuma ficar bastante claro, assim que o consumidor finaliza alguma aquisição. Já os cupons, estes podem ser oferecidos de modos distintos. Uma das formas é através das redes sociais. Isso indica que os usuários destas mídias são os maiores utilizadores desses descontos. Estima-se que aproximadamente 80% das pessoas que empregam tais recursos no país tenham entre 18 e 35 anos.

Como as empresas têm conseguido sucesso nesses sistemas:

Vender online têm se apresentado como uma forma de se lucrar de maneira prática, já que alguns impedimentos de natureza física são eliminados. Mas apesar das facilidades, com o mercado de vendas ainda mais competitivo, é preciso grande traquejo do empreendedor para que se consiga faturar o esperado com isso. Em relação à adoção de cashback e cupons não poderia ser diferente: é necessário que exista organização e atenção ao consumidor para se lidar com estas ferramentas. Confira:

Vencendo a impressão inicial:

O cliente pode, sobretudo em um primeiro momento, olhar com certa desconfiança para práticas dessa ordem. Além disso, o consumidor, caso não seja devidamente incentivado, costuma ignorar tanto o cashback, quanto os cupons. Um dos principais desafios dessa implantação é a elaboração de campanhas publicitárias que de fato atraiam a clientela, já que o primeiro contato pode ser determinante para a conversão.

Aplicação em novas compras:

Gerenciar uma plataforma ecommerce gera uma séries de pontos que devem ser considerados. A começar pelo slogan, o empreendedor precisa ir atrás de um eficiente gerador de nomes. Quando se pensa em questões comerciais, o gerador de código de barras faz-se necessário, assim como a busca por imagens gratuitas. Todos esses cuidados são engendrados para que a loja consiga ter um bom atendimento e o cliente, por sua vez, tenha a intenção de utilizar cupons e os valores gerados em cashback justamente no mesmo estabelecimento.

Informações claras ao cliente:

Criar loja virtual também implica em se empregar o máximo de clareza possível com o cliente. Não há dificuldades quanto a isso, já que basta explicitar o funcionamento dos programas de recompensa e desconto. O ideal é que os pontos mais importantes sejam mencionados durante a compra e uma espécie de manual completo, contendo as políticas de vendas da empresa, esteja disponível para posterior consulta.

O post Como popularizar ainda mais a utilização de cashback e cupons por parte do cliente apareceu primeiro em Diário Digital.