Diário Digital Ex-guarda municipal que matou Maxelline e amigo é ouvido em audiência

Ex-guarda municipal que matou Maxelline e amigo é ouvido em audiência

Há oito meses preso, o ex-guarda municipal Valtenir Pereira da Silva passa por audiência na tarde desta quinta-feira (12) sobre o assassinato da ex-namorada Maxelline da Silva dos Santos e o amigo dela Steferson Batista de Souza, além da tentativa de homicídio da esposa de Steferson, em 29 de fevereiro. Valtenir vai ser interrogado em […] O post Ex-guarda municipal que matou Maxelline e amigo é ouvido em audiência apareceu primeiro em Diário Digital.

Há oito meses preso, o ex-guarda municipal Valtenir Pereira da Silva passa por audiência na tarde desta quinta-feira (12) sobre o assassinato da ex-namorada Maxelline da Silva dos Santos e o amigo dela Steferson Batista de Souza, além da tentativa de homicídio da esposa de Steferson, em 29 de fevereiro.

Valtenir vai ser interrogado em audiência e ouvido pela primeira vez na fase judicial. O juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida, da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, também intimou 6 testemunhas, entre elas, a mãe de Maxelline e a vítima que sobreviveu.

O ex-guarda municipal foi preso no dia 6 de março, após uma força tarefa da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), inclusive com a utilização de helicóptero nas buscas.

O crime aconteceu na noite de sábado (29). O guarda civil metropolitano matou  ex-namorada, a professora Maxelline Santos, de 28 anos, por não aceitar o término do namoro que durou aproximadamente sete meses. A vítima estava em uma casa no bairro Jardim Noroeste onde acontecia um churrasco entre amigos quando foi procurada pelo acusado.

Conforme aponta a denúncia do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), Maxelline entrou na frente para proteger a amiga, que correu para dentro da casa. Mesmo assim Valtenir atirou, atingindo a amiga da ex-namorada nas costas. Em seguida, Steferson saiu para ver o que estava acontecendo e também foi atingido por um tiro no tórax.

Maxelline foi atingida por um tiro na cabeça. Ela e o amigo morreram no local, já a terceira vítima foi socorrida e sobreviveu.

Valtenir é denunciado por feminicídio e descumprimento de medida protetiva. Além do homicídio de Steferson, qualificado por motivo torpe, recurso que impossibilitou a defesa da vítima e tentativa de homicídio da amiga de Maxelline.

O post Ex-guarda municipal que matou Maxelline e amigo é ouvido em audiência apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas