Diário Digital “Já temos a vacina, mas nossa vigilância não pode baixar”

“Já temos a vacina, mas nossa vigilância não pode baixar”

Em Mato Grosso do Sul, 3.070 pessoas morreram por coronavírus, como mostra o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde desta quarta-feira (10). Nos primeiros dez dias deste mês, 129 famílias perderam seus entes para a doença. Em apenas 24 horas, 17 mortes foram registradas. De acordo com os dados da SES, 846 exames […] O post “Já temos a vacina, mas nossa vigilância não pode baixar” apareceu primeiro em Diário Digital.

Em Mato Grosso do Sul, 3.070 pessoas morreram por coronavírus, como mostra o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde desta quarta-feira (10). Nos primeiros dez dias deste mês, 129 famílias perderam seus entes para a doença. Em apenas 24 horas, 17 mortes foram registradas.

De acordo com os dados da SES, 846 exames para o vírus deram positivos em apenas um dia, totalizando 167.786 casos confirmados da doença desde o início da pandemia. Deste total, 157.290 conseguiram se recuperar da doença, porém 6.974 ainda seguem em tratamento, em isolamento domiciliar, e 452 estão hospitalizadas.

“A média móvel de casos confirmados registra um leve aumento e atinge 683,3 casos nos últimos sete dias. A média de óbitos é de 16,3 ao dia. Dos 17 novos óbitos registrados hoje, oito eram campo-grandenses, Batayporã, Dourados e Naviraí registraram duas mortes cada um, enquanto Coxim, Nova Andradina e Paranaíba registraram um óbito cada cidade”, reforça a secretária-adjunta da SES, Christinne Maymone.

Sobre a vacina e a chegada do Carnaval, o secretário Geraldo Resende ressaltou: “Já temos a vacina, estamos intensificando, mas a nossa vigilância não pode baixar. Temos uma queda lenta e progressiva da taxa de contágio, isso é fruto da contribuição da população, uso de máscara e regras de higiene. Isso deve ser mantido”.

Dos pacientes internados, 216 estão em leitos clínicos, sendo 134 na rede pública e 82 na rede privada. Os casos mais graves, que exigem tratamento em UTI (Unidade de Terapia Intensiva), totalizam 236 leitos, sendo 178 da rede pública e 58 da rede privada.

A situação de comprometimento de leitos continua grave em Dourados, com 86% dos leitos UTI/SUS ocupados; em Campo Grande, o índice é de 74%; em Três Lagoas de 58% e em Corumbá, de 50%.

Vacinômetro 

Dois terços dos profissionais de saúde já foram imunizados, conforme anúncio do secretário Geraldo Resende. Até o momento, segundo dados da SES, 84.863 pessoas já receberam a vacina no Estado, correspondendo a 53,4% do público da fase 1, sendo que 49% refere-se a dose 1 e 4,4% a fase 2. Mato Grosso do Sul recebeu mais de 220 mil doses de vacinas até o momento.

O post “Já temos a vacina, mas nossa vigilância não pode baixar” apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas