Diário Digital Morador de rua e cachorro recebem ajuda de voluntários

Morador de rua e cachorro recebem ajuda de voluntários

Após revelada em reportagem do Diário Digital a realidade do morador de rua Joel Barbosa de 23 anos com seu melhor amigo, o cão Scooby, surgiram polêmicas em relação ao trato do animal. Houve quem questionasse o fato de, por vezes, encontrar o cachorro dormindo no carrinho de bebê no qual ele é transportado pelo […] O post Morador de rua e cachorro recebem ajuda de voluntários apareceu primeiro em Diário Digital.

Após revelada em reportagem do Diário Digital a realidade do morador de rua Joel Barbosa de 23 anos com seu melhor amigo, o cão Scooby, surgiram polêmicas em relação ao trato do animal. Houve quem questionasse o fato de, por vezes, encontrar o cachorro dormindo no carrinho de bebê no qual ele é transportado pelo seu tutor, levantando dúvidas sobre o uso de medicamentos para acalmar o cão.

Desta forma, a equipe do Jornal Diário Digital decidiu aprofundar na história e foi em busca de informações com pessoas próximas aos dois. Joel e Scooby são melhores amigos, que vivem o dia e à noite na fachada da agência do Banco Bradesco localizada na Avenida Afonso Pena, no Centro de Campo Grande (MS).

A sócia da ONG Instituto Guarda Animal, Nathália Sousa Brizueña de 27 anos de idade conheceu a história do morador de rua através de uma amiga que sempre que podia ajudava os amigos. "Faz alguns meses que tenho contato com ele, para que possa estar sempre ajudando e cuidando no que posso, o Scooby".

"Sempre recebo fotos e mensagens de pessoas que passam pela avenida, relatando sobre caso de que um cachorro está morto dentro do carrinho de bebê. Às vezes os cidadãos julgam muito, mas o Joel é um rapaz simples. Muitos não sabem, mas levei o cão para realizar consultas em uma clínica que é parceira da ONG. A única coisa que ele tem, era um probleminha de pele, mas que já foi resolvido. Compro desde coleira até ração. O Scooby está super bem, apenas estamos esperando um dinheiro para leva-lo para tomar as doses de vacina", esclareceu Nathália.

Além disso, Joel afirmou para a sócia da ONG que parou de usar drogas por causa do cachorro, já que agora eles têm um ao outro.

O caso — Joel Barbosa, de 23 anos, tem como casa, a fachada da agência do Banco Bradesco localizada na avenida Afonso Pena, no Centro de Campo Grande (MS). Há quatro meses cuida do seu melhor amigo, o Scooby. Os dois fazem tudo juntos e são inseparáveis.

Durante o dia, Joel trabalha como coletor de papelão e sempre acompanhado pelo parceiro. Os dois andam pela cidade inteira à procura de papelão para que à noite o morador consiga trocar o que tem por algum dinheiro.

O morador carrega o cão Scooby no carinho de bebê, em cima do cobertor que a noite, se torna o colchão da dupla. Além disso, ele não esquece do boneco Chaves, que Sccoby adora. "Enquanto eu trabalho, ele dorme. Mas, quando anoitece, ele cuida da gente", explica o coletor de papelão.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Foto: Marco Miatelo)
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Foto: Marco Miatelo)

O post Morador de rua e cachorro recebem ajuda de voluntários apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas