Pichações no Vila Almeida intimidam moradores

Pichações suspostamente feitas por integrantes de facções criminosas estão amedrontando moradores a Vila Almeida, em Campo Grande (MS). O vandalismo também causa prejuízos aos moradores que precisam refazer a pintura nos muros e paredes. A maioria das pichações está concentrada na rua Ponta Porã. As escritas são de difícil entendimento, mas, aparentam ter um significado […] O post Pichações no Vila Almeida intimidam moradores apareceu primeiro em Diário Digital.

Pichações suspostamente feitas por integrantes de facções criminosas estão amedrontando moradores a Vila Almeida, em Campo Grande (MS). O vandalismo também causa prejuízos aos moradores que precisam refazer a pintura nos muros e paredes. A maioria das pichações está concentrada na rua Ponta Porã.

As escritas são de difícil entendimento, mas, aparentam ter um significado perigoso. Contudo, entre diversos rabiscos, são deixados também avisos nas frases como: "Proibido roubar na quebrada", "Cuidado 1533", "Os lokos", "Menino proibido" e entre outros.

Porém, ainda o que mais chama atenção são os números que fazem sequências em cada frase: 1533, número correspondentes às letras do alfabeto para a facção criminosa do Primeiro Comando da Capital (P15;C3)

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Foto: Marco Miatelo)
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Escrita "Cuidado 1533"
(Foto: Arquivo Pessoal)

Na data, um morador antigo do bairro (que não quis se identificar), relatou que o muro de sua casa, já foi pichado várias vezes e nunca ninguém é punido. "Não faz nem um mês que pintei, mas, do que adianta se daqui uns dias ele vem e, picham novamente. É uma situação desgastante, pois, ligamos para a polícia, mas os militares não fazem nada. Ninguém nunca encontra quem fez".

Outra moradora que também não quis se identificar, comentou que é perigoso avisos como esses, mas, pelo seu conhecimento não sabe de nada.

Já, um comerciante da região disse que pode ser uma nova facção no bairro. "Próximo daqui, tem o bairro Zé Pereira que já tem uma facção. Ao que tudo indica, é que possa ter uma nova facção no bairro e essas escritas podem ser considerados avisos para o outro grupo".

"Não é um cenário que me deixa com medo, mas é importante a população ficar esperta", declarou o comerciante que não se identificar.

A equipe do Jornal Diário Digital procurou a Polícia Militar de Mato Grosso do Sul de Campo Grande, mas, até o momento não se pronunciou a respeito.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Foto: Marco Miatelo)
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Foto: Marco Miatelo)
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Foto: Marco Miatelo)
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Foto: Marco Miatelo)
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Foto: Marco Miatelo)
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Foto: Marco Miatelo)
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Foto: Marco Miatelo)
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Foto: Marco Miatelo)

O post Pichações no Vila Almeida intimidam moradores apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas