Policial é executado com 36 tiros na fronteira

O policial Hugo Ronaldo Acosta de 32 anos, executado na noite desta terça-feira, dia 12 de outubro, em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul, foi assassinado com 36 tiros de pistola 9mm. Hugo é o segundo policial assassinado na fronteira em menos de 24 horas. De […] O post Policial é executado com 36 tiros na fronteira apareceu primeiro em Diário Digital.

O policial Hugo Ronaldo Acosta de 32 anos, executado na noite desta terça-feira, dia 12 de outubro, em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul, foi assassinado com 36 tiros de pistola 9mm. Hugo é o segundo policial assassinado na fronteira em menos de 24 horas.

De acordo com o médico Marcos Pietro, o policial teve traumatismo craniano depois dos tiros atingirem em sua maioria a cabeça dele, que também foi ferido no abdômen, tórax e braços. O policial morreu no local antes mesmo de receber socorro.

Segundo o site Ponta Porã News, os pistoleiros estavam em uma caminhonete, no bairro San Juan Neuman quando cercaram o policial, que estava em um veículo VW/Voyage, sem placas. A vítima estava trabalhando na 10º Comissaria. 

Logo após o assassinato, uma caminhonete Toyota Hilux, de cor azul, foi encontrada incendiada. O carro estava com queixa de roubo do dia 11 de setembro. 

( Dourados News)

O post Policial é executado com 36 tiros na fronteira apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas