Folha Vitória Agendamento feito por quem não mora em Viana será cancelado, diz prefeito

Agendamento feito por quem não mora em Viana será cancelado, diz prefeito

Cruzamento de dados será realizado por meio das informações cedidas pela Justiça Eleitoral

Folha Vitória
Foto: Reprodução / Instagram
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O agendamento dos eleitores e moradores de Viana para a participação no estudo sobre a dose fracionada da vacina AstraZeneca foi aberto neste domingo (06). Cerca de 35 mil vagas estão disponíveis, mas não podem ser ocupadas por quem não mora no município.

Em entrevista à rádio Pan News Vitória, o prefeito de Viana, Wanderson Bueno, afirmou que haverá um cruzamento de dados dos cadastros em agendamento com as informações disponibilizadas pela Justiça Eleitoral. Segundo ele, caso haja agendamento realizado por quem não mora na cidade, este será desclassificado da pesquisa.

Leia também: Sessões eleitorais vão virar pontos de vacinação em 'Dia D' contra a covid-19 em Viana

"Existe algumas pessoas que fazem o acesso ao sistema, mas pedimos que não façam isso. Faremos um cruzamento dos agendamentos com a base eleitoral e, automaticamente, vamos desclassificar essas pessoas que deram informações que não são fidedignas. O estudo precisa ser feito com a população de Viana. Precisamos ter a segurança de que são as pessoas da cidade participarão deste estudo e ter efetividade do que queremos. Quem não mora em Viana e fizer esse agendamento, elas serão desclassificadas e comunicadas sobre isto", explicou o prefeito.

Ouça a entrevista completa:

Wanderson Bueno esclareceu ainda que todos os eleitores cadastrados em Viana têm o agendamento garantido. Caso haja moradores que ainda não tenham domicílio eleitoral na cidade, estes devem comprovar residência com um documento nominal, com validade de 60 dias.

"Todas as salas correspondentes à seção eleitoral terão agendamentos suficientes para todas as pessoas de 18 a 49 anos. O morador deve informar a seção para ser direcionado para a sala. Importante observar, no momento do agendamento, a informação da seção", explicou.

Leia também: Por que Viana foi escolhida para receber estudo inédito no país?

Dentre as 35.800 pessoas que devem ser agendar a vacinação, aleatoriamente, 600 serão escolhidas para um acompanhamento sorológico, que consiste na realização de exames de sangue para a verificação da eficácia do estudo. Segundo o prefeito, caso alguém tenha sido selecionado e não queira participar do acompanhamento, basta cancelar o agendamento e realizar um novo. 

Agendamentos

Em menos de 24 horas após a abertura do agendamento para o projeto Viana Vacinada, cerca de 6.500 pessoas já se cadastraram e reservaram o horário para receber a primeira dose ajustada do estudo. A aplicação será realizada no próximo domingo (13), em 35 pontos do município.

Leia também: 30 perguntas e respostas sobre a vacinação contra a covid-19 em massa em Viana

Segundo dados preliminares informados pela assessoria de comunicação da Prefeitura de Viana, foram cerca de 100 agendamentos por minuto. A alta procura, fez com que o site apresentasse instabilidade em alguns momentos. O problema, de acordo com a assessoria, se intensifica porque pessoas de outras cidades tentam se cadastrar. No entanto, as doses só estão disponíveis para moradores e eleitores do município.

O agendamento para participar do projeto "Viana Vacinada" começou às 15h deste domingo (06). Em uma entrevista coletiva que aconteceu no início da tarde, foi anunciado que para participar da pesquisa, é necessário fazer o agendamento no site www.vianavacinada.saude.es.gov.br. Mas é necessário assinar um termo de consentimento por se tratar de um estudo científico.

Quem pode participar

Podem participar do estudo qualquer morador de Viana na faixa etária entre 18 e 49 anos, desde que concorde em participar como voluntário. Para isso, a pessoa precisará assinar um termo de consentimento.

Por outro lado, não poderão se candidatar a voluntário as gestantes e os indivíduos que tenham tido uma história de reação alérgica ou reação adversa grave a qualquer vacina, além das pessoas que já estejam em algum grupo prioritário, que já esteja sendo ou já foi vacinado.

Quem tiver recebido qualquer vacina nos últimos 14 dias, deverá obedecer esse intervalo para realizar um reagendamento. Também não poderá receber a vacina quem tiver algum sintoma gripal. Já para quem foi diagnosticado com a covid-19, deverá esperar um intervalo de 28 dias para ser incluído no estudo.

Últimas