Folha Vitória Ansiedade é o transtorno mais presente na vida dos brasileiros atualmente, revela Saúde

Ansiedade é o transtorno mais presente na vida dos brasileiros atualmente, revela Saúde

Ministério da Saúde divulga dados sobre saúde mental dos brasileiros na pandemia. Estudo monitora evolução dos transtornos emocionais

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O Ministério da Saúde divulgou os resultados preliminares da pesquisa sobre saúde mental da população durante a pandemia do novo coronavírus. A primeira fase revelou que a ansiedade é o transtorno mais presente no período. Os dados foram levantados a partir do questionário online disponível entre 23 de abril a 15 de maio. O estudo monitora a evolução dos transtornos citados pelos participantes que disponibilizaram contato no formulário.

Após a primeira etapa, foi verificada a elevada proporção de ansiedade (86,5%); uma moderada presença de transtorno de estresse pós-traumático (45,5%); e uma baixa proporção de depressão (16%) em sua forma mais grave. Os dados são refletidos nos questionários de escalas para rastreios das condições psicológicas dos pesquisados, que também foram submetidos às questões sociodemográficas. A amostra preliminar da primeira fase é resultado da análise de 17.491 indivíduos com idade média de 38,3 anos, variando entre 18 e 92 anos.

O questionário possui ainda outras duas fases, usando os mesmos instrumentos de rastreio. Isso permitirá que comparações sejam realizadas. Na segunda fase, realizada entre os dias 10 e 31 de agosto, o uso de álcool e outras drogas durante a pandemia também foi investigado, assim como a procura dos participantes por serviços de saúde mental. Os resultados dessa etapa ainda estão sendo levantados.

Os dados do estudo completo serão divulgados após o final da terceira etapa, em meados de dezembro de 2020.

Ações pela saúde mental

Durante a covid-19, o Ministério da Saúde reforçou o atendimento em saúde mental. Foram investidos R$ 1,1 milhão para ampliação dos serviços e incentivada a abertura de 24 novos Centros de Atenção Psicossocial (Caps), 11 Serviços de Residência Terapêutica (SRT), uma Unidade de Acolhimento Infanto-juvenil e 40 novos leitos de saúde mental em hospital geral. Além disso, 21 Equipes Multiprofissionais de Atenção Especializada de Saúde Mental para atendimento ambulatorial foram habilitadas.

Além disso, foi criado o projeto TelePSI, que presta suporte psicológico e psiquiátrico aos profissionais de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) e outros profissionais que atuam em serviços considerados essenciais. É um serviços de teleconsulta psicológica e psiquiátrica por meio de uma central de atendimento que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, pelo 0800 644 6543. 

Últimas