Folha Vitória Após protesto no Transcol, longas filas são registradas em terminais da Grande Vitória

Após protesto no Transcol, longas filas são registradas em terminais da Grande Vitória

De acordo com passageiros do Terminal Vila Velha, o local ficou lotado com filas para todos os ônibus que seguiam para Vitória

Folha Vitória

A manifestação feita realizada por rodovi´´arios em parte das garagens do Sistema Transcol, na manhã desta segunda-feira (20), deixou consequências para os usuários dos coletivos. Quem precisou pegar ônibus em alguns terminais teve que encarar extensas filas e muita espera.

Terminais de Vila Velha e também no município da Serra tiveram registros de diversas filas em seus pontos de embarque e desembarque de passageiros.

Foto: Nicolas Nunes/ Folha Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

As linhas mais prejudicadas com a manifestação foram as que atendem bairros da Serra e Vila Velha, além algumas linhas troncais, que ligam os terminais.

De acordo com passageiros, filas foram registradas para todos os ônibus que iam para Vitória no Terminal de Vila Velha. Já as linhas que seguiam para Itaparica, em Vila Velha, estavam mais tranquilas.

Todo o contratempo se deve aos ônibus das empresas que integram o Consórcio Atlântico Sul, que foram impedidos de sair das garagens. Os veículos só começaram a circular por volta das 7h15.

O consórcio é composto por seis empresas: Metropolitana, Serrana, Praia Sol, Veredas, Santa Paula e Serramar.

Manifestação por conta de atraso de pagamento

Segundo o Sindicato dos Rodoviários, a motivação do protesto é o atraso no pagamento dos salários dos funcionários da Metropolitana.

De acordo com o presidente do Sindirodoviários, Marcos Alexandre da Silva, os funcionários estão há três meses sem receber o pagamento dos salários e dos tickets alimentação. Muitos ainda reclamam que não receberam férias.

"Essa paralisação é a respeito do pagamento da Metropolitana, que faz parte do consórcio Atlântico Sul. São tickets, salários e tem três anos que eles tiram férias e não recebem. Os trabalhadores estão passando necessidade, passando fome. O trabalhador não tem condições de trabalhar desse jeito", afirmou.

>>> Saiba mais: Ônibus do Transcol começam a circular após mais de três horas de garagens fechadas

Últimas