Folha Vitória Banestes tem lucro líquido de R$ 232 milhões em 2020

Banestes tem lucro líquido de R$ 232 milhões em 2020

A cifra é considerada recorde na história da instituição, que teve um bom desempenho mesmo com a economia global afetada pela pandemia

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes) fechou 2020 com um lucro líquido de R$ 232 milhões, considerado o maior da história da instituição. O resultado foi divulgado num relatório nesta terça-feira (23),  o que representa uma evolução de 8,4% em relação a 2019, quando o banco lucrou R$ 214 milhões. Mesmo num ano onde a economia global foi afetada negativamente por uma pandemia, o banco obteve um resultado favorável. 

Entre os fatores para esta conquista está a elevação da margem financeira em 1,9% com ações que reduziram despesas e diminuíram custos com risco de crédito. A estrat´égia foi utilizada para minimizar a inadimplência e ela terá continuidade ao longo deste ano, segundo a diretoria. “Mesmo diante de um cenário tão desafiador que enfrentamos em 2020, a eficiência na gestão operacional permitiu que o Banestes mantivesse o resultado positivo crescente. O banco atuou no aumento da concessão de crédito, calibrou despesas, diminuiu a inadimplência. Esses são fatores que colaboraram com o resultado positivo. A gestão do Banestes permanece com foco centrado no cliente e no impulsionamento da economia capixaba”, afirmou o diretor-presidente José Amarildo Casagrande.

O período foi marcado pelo lançamento de soluções de crédito emergencial e de outros instrumentos de auxílio. Foram lançadas linhas de crédito emergencial em parceria com o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), com o Programa Nossocrédito e Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), para a concessão de microcrédito, e com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para pessoas jurídicas.

Foram operadas ainda duas linhas de crédito emergencial com a garantia do Fundo de Aval, para subsídio de até R$ 100 milhões em operações de financiamentos a empreendimentos de diferentes portes e segmentos. Ao todo, foram concedidos mais de R$ 481 milhões em crédito emergencial, em mais de 14,3 mil operações.

Os melhores resultados foram alcançados no primeiro e no quarto trimestre, quando a instituição obteve lucro superior ao obtido no trimestre imediatamente anterior.  No total, foram destinados R$ 66 milhões aos acionistas do banco.

Últimas