Folha Vitória Bares e restaurantes funcionam indevidamente em municípios com risco alto na Grande Vitória

Bares e restaurantes funcionam indevidamente em municípios com risco alto na Grande Vitória

Os municípios de Cariacica, Serra e Vila Velha disseram que fiscalizam os estabelecimentos, mas não informaram se os mesmos foram punidos

Folha Vitória
Foto: Reprodução / TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Mesas e cadeiras lotadas, música ao vivo, confraternizações e aglomerações. Este tem sido o cenário registrado em Vitória após o município receber a classificação de risco moderado para a covid-19.

Apesar dos exageros por parte da população nesses estabelecimentos, o funcionamento está autorizado em determinados horários, ao contrário das demais cidades da Grande Vitória. Em Cariacica, Serra e Vila Velha, a situação é outra e as restrições são maiores.

"A fiscalização é permanente acontece mediante denúncias, mas o Ministério Público Estadual também tem notificado prefeituras, agentes que realmente podem fazer esse controle de abertura e funcionamento de estabelecimentos", explicou a coordenadora do Comando de Controle da Pandemia, Lenise Loureiro.

O empresário Luiz Felipe Torezani é proprietário de uma hamburgueria na Praia da Costa, em Vila Velha. Ele segue todos os protocolos se segurança para o atendimento e só abre nos dias e horários permitidos.

"A maior parte dos restaurantes eu acho que não estão respeitando, criam formas de burlar o decreto e acaba que basicamente ninguém tem feito de forma correta", disse.

Mudanças na Grande Vitória

Há duas semanas, o Governo do Estado anunciou o fim da conurbação na Grande Vitória, ou seja, deixou de tratar a região como uma só. Porém essa mudança não foi respeitada pelos donos de alguns estabelecimentos, que seguiram indevidamente as regras de Vitória e não da cidade em que está localizado.

O secretário de Defesa Civil de Cariacica tenente-coronel Wagner Borges, afirma que o trabalho de conscientização ficou mais difícil. 

"Quando nós temos apenas um município na região metropolitana em risco moderado, isso faz com que, efetivamente, ao nosso entendimento, não tenha uma eficácia tão forte no trabalho de prevenção. Os municípios que se encontram na situação de risco alto, vê a cidade vizinha funcionando e acaba tendo um sentimento do próprio empresário local de também ter o direito de funcionar. Por isso que nós entendemos que o processo de fiscalização se torna muito mais difícil", ressaltou.

Assim como em Cariacica, as prefeituras da Serra e de Vila Velha também dizem que fiscalizam bares e restaurantes, mas não informaram se eles foram punidos. Enquanto isso, quem cumpre as regras, lamenta.

"As outras pessoas estão se mantendo em funcionamento, então hoje a gente tendo que fechar às 20 horas e os outros restaurantes continuam funcionando, a gente acaba perdendo para essa concorrência que, de fato, é desleal", disse o empresário Luiz Felipe Torezani.

* Com informações da repórter Luana Damasceno, da TV Vitória/Record TV.

Últimas