Folha Vitória Caixa de máscaras pode custar até R$ 80 em Vitória

Caixa de máscaras pode custar até R$ 80 em Vitória

A pesquisa do Procon Vitória aponta que, além das máscaras, produtos como álcool em gel e termômetro infravermelho também estão pesando mais no bolso

Folha Vitória
Foto: Ricardo Wolffenbuttel/Governo de SC
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Mesmo com o avanço da imunização contra a covid-19 no Espírito Santo, os cuidados individuais e coletivos devem ser mantidos. Apesar da importância de produtos como máscara descartável, álcool em gel e termômetro infravermelho, o preço não tem colaborado com o bolso do capixaba. 

Em Vitória, uma pesquisa do Procon apontou que o preço da máscara subiu 191%. O valor da caixa pode chegar a R$ 80. 

No mês de junho, a caixa de máscara registrou a maior diferença de preço. O modelo em TNT (tripla proteção/50 unidades) variou 191,92%, indo de R$ 24,49 a R$ 71,49. O preço médio apontado pelo Procon é de R$ 43,59.

O álcool em gel 70% (500 ml) sofreu uma variação de 150,67%, sendo vendido de R$ 5,98 a R$ 14,99. O preço médio indicado é de R$ 10,79. O termômetro infravermelho digital apresentou variação de 129,65%, podendo ser encontrado de R$ 115,39 a R$ 264,99. O preço médio é de R$ 222,34.

Já o oxímetro digital portátil apresentou a menor diferença, registrando 73,96%, podendo ser adquirido de R$ 114,91 a R$ 199,90, com um preço médio de R$ 169,52.

A pesquisa foi realizada na segunda-feira (21) e envolveu oito estabelecimentos, entre farmácias, supermercados e atacadista. O levantamento foi feito por telefone e consultas nos sites.

Em comparação a maio, o Procon de Vitória apontou uma redução de 12,47% no preço mínimo da caixa de máscaras TNT (tripla proteção/50 unidades), passando de R$ 27,98 para R$ 24,49.

Pesquisa

A gerente do Procon de Vitória, Denize Izaita, informou que essa pesquisa iniciada em maio fará parte da rotina de levantamentos do órgão e a divulgação será de maneira mensal.

"A pesquisa está disponível em nosso aplicativo (Procon Vitória), assim como outras pesquisas, como itens de primeira necessidade, medicamentos e outros produtos. O consumidor deve pesquisar preços em diferentes estabelecimentos, mas é necessário considerar não só preço, mas a qualidade, acondicionamento do produto, volume e quantidade antes de realizar a compra".

Últimas