Folha Vitória Cidades da Grande Vitória começarão a vacinar idosos e profissionais da saúde

Cidades da Grande Vitória começarão a vacinar idosos e profissionais da saúde

Prefeituras seguirão protocolos do Ministério da Saúde e pretendem implantar agendamento online e além de ampliar horário de atendimento nas unidades dos bairros

Folha Vitória
Foto: Prefeitura de São Paulo
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

As prefeituras da Grande Vitória começarão a vacinação contra a covid-19 junto aos idosos e aos profissionais da saúde. A previsão é que a imunização seja feita imediatamente assim que as doses sejam repassadas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) aos municípios. Na manhã desta segunda-feira (18), o governador Renato Casagrande participou em São Paulo da entrega simbólica do primeiro lote de vacinas contra a covid-19 para o Espírito Santo. Serão 95 mil doses disponíveis. A distribuição será definida em reunião com os municípios ainda nesta tarde.

Em Vitória, os primeiros a serem vacinados serão pessoas de maior vulnerabilidade como os idosos acima dos 60 anos que vivem em instituições de longa permanência (ILPIs) e profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid. As equipes de saúde irão até os locais vacinar essas pessoas. Pessoas idosas com mais de 75 anos irão completar o grupo prioritário da primeira fase, conforme orientação do Ministério da Saúde. Na capital, a primeira fase é composta por 32 mil pessoas. "Para esse primeiro público, não será necessário agendar atendimento nem ir às unidades de saúde. Assim que formos informados sobre a quantidade de novas doses que receberemos, iniciaremos o agendamento on-line, seguindo o calendário definido pelo Ministério da Saúde”, detalha a secretária de Saúde de Vitória, Thais Cohen. 

Em Vila Velha, o público-alvo dessa primeira etapa também será formado por idosos em instituições de longa permanência, além de pessoas a partir de 18 anos com deficiência que moram em residências inclusivas, trabalhadores da saúde e população indígena. A secretaria de saúde informa, ainda, que os idosos nas instituições de longa permanência serão imunizados nos próprios locais. Quando a imunização for ampliada para grande parte da população, será disponibilizado no site da prefeitura um link de acesso para realizar o agendamento on-line. Caso o morador não tenha acesso à internet, as marcações serão feitas através das unidades de saúde. Futuramente, o município estuda implantação de drive-thru e vacinações em escolas, igrejas e shoppings.

Horário estendido

Em Cariacica, a prioridade também será para os idosos em instituições de longa permanência, que receberão as vacinas nesses locais, sem necessidade de deslocamento. Pacientes acamados entrarão no agendamento quando forem incluídos nas próximas etapas da vacinação. A Secretaria de Saúde (Semus) de Cariacica aguarda um comunicado oficial em relação à quantidade de doses de vacina que o município terá direito, para decidir se haverá necessidade de implantar outros pontos de vacinação como drive thru e utilização de escolas e shopping. Mas já planeja ampliar o horário de funcionamento das unidades básicas de saúde, para além das 16h, bem como ampliar o número de pontos de vacinação. Também foi providenciada a compra de novas câmaras frias para armazenar o total de doses ao qual o município terá direito. A Semus contabiliza  17 salas de vacinação preparadas para a imunização, com a previsão de implantar outras cinco. Cariacica também pretende utilizar serviço de agendamento on-line que será implantado por meio do site oficial da prefeitura.

A reportagem demandou também as prefeituras da Serra, Viana e Guarapari. Assim que elas retornarem, a matéria será atualizada. 

Últimas