Folha Vitória Cinco pessoas ficam feridas durante ação da polícia no Morro do Jaburu, em Vitória

Cinco pessoas ficam feridas durante ação da polícia no Morro do Jaburu, em Vitória

As vítimas comemoravam o aniversário de uma moradora do bairro

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Cinco pessoas, dentre elas duas crianças, ficaram feridas durante uma ação da Polícia Militar, no Morro do Jaburu, em Vitória. As vítimas estavam em uma festa de aniversário de uma moradora do bairro. 

O filho da aniversariante, de apenas 3 anos, é uma das crianças que ficaram feriadas. Ele foi atingido por estilhaços no rosto. O fragmento ficou alojado na mandíbula da criança. Uma jovem, de 20 anos, também ficou ferida. Os estilhaços atingiram o braço e a perna da mulher que trabalha como cuidadora.

A festa aconteceu na noite do último sábado (26), em um beco da região. Cerca de 15 pessoas participavam das comemorações. Na manhã seguinte, diversas cápsulas de fuzil foram encontradas pelo local.

Segundo os moradores, os policiais militares chegaram pelos dois lados do beco e começaram a disparar. Algumas pessoas teriam sido levadas para o mirante, onde PMs teriam disparado tiros de borracha. A cena revoltou os moradores do bairro. 

De acordo com a população, não houve troca de tiros. Entretanto, a Polícia Civil informou que na mesma ocorrência, um homem de 22 anos foi preso por tentativa de homicídio contra os policiais, por porte de arma de fogo e associação ao tráfico de drogas. Duas armas foram apreendidas. 

Em nota, a Polícia Militar informou que durante incursão no Morro do Jaburu, as equipes de militares foram recebidas a tiros, efetuados por criminosos e, por isso, houve reação proporcional à agressão. Um homem foi atingido e detido, bem como armas e equipamentos da quadrilha foram apreendidos.

Ainda de acordo com a nota, durante o socorro ao suspeito, populares hostilizaram os policiais de forma violenta e injusta. Sobre a criança atingida, a PMES disse que lamenta e está à disposição para esclarecer todas as circunstâncias.

A PM ressaltou que está a disposição para ouvir a comunidade pelos meios oficiais de denúncia, garantindo uma apuração isenta e com observância ao que prevê o estado democrático de direito.

*Com informações da repórter Rafaela Freitas, da TV Vitória/Record TV. 

Últimas