Folha Vitória Corpo encontrado dentro de carro em ribanceira é de jovem que estava desaparecido há 5 dias

Corpo encontrado dentro de carro em ribanceira é de jovem que estava desaparecido há 5 dias

Polícia havia informado que vítima estava baleada, mas laudo aponta traumatismo como causa da morte. Família diz que carro estaava sem freio

Folha Vitória
Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O corpo encontrado em um carro acidentado, na tarde de quarta-feira (29), em São Roque do Canaã, foi identificado como sendo de Thiago do Espírito Santo, de 33 anos. De acordo com familiares, ele estava desaparecido desde o último sábado (25), quando saiu para encontrar a namorada.

Thiago estava dentro do carro, que caiu de uma ribanceira de, aproximadamente, 25 metros de altura, quando seguia de Santa Teresa para Colatina, onde encontraria a namorada.

Segundo a irmã dele, Iracy do Espírito Santo, o veículo estava funcionando apenas o freio de mão. Ele teria sido alertado sobre o risco.

"Ele saiu com o carro no sábado e estava indo de Santa Teresa para São Roque do Canaã, para a casa da namorada. O carro estava sem freio, funcionando apenas o freio de mão. Meu pai chegou alertar para ele não ir, mas ele disse que não tinha perigo, pois dirigia bem", afirmou.

A irmã de Thiago ainda relatou que ele estava com o celular quase sem bateria. Por isso, ele teria desligado o aparelho para e voltar a ligar somente ao chegar em Colatina, para entrar em contato com a namorada, que estava esperando na rodoviária, onde ficou até por volta das 22 horas.

Sem contato com Thiago e sem notícias dele, a namorada, que não foi identificada, registrou um boletim de desaparecimento, em Colatina, na tarde de segunda-feira (27). Somente na quarta, o carro foi localizado.

Polícia havia afirmado que corpo estava baleado

Inicialmente, por meio de nota, a Polícia Militar havia afirmado que o corpo estaria baleado. No entanto, o laudo do exame cadavérico, apresentado pelo Serviço Médico Legal (SML) de Colatina, aponta a causa da morte como traumatismo cranioencefálico grave.

O documento de declaração de óbito ainda destaca que o corpo já se encontrava em adiantado estado de decomposição e que a morte teria ocorrido entre cinco e seis dias.

A Polícia Militar, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros foram acionados para o atendimento da ocorrência. 

O corpo da vítima foi encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Colatina, para ser identificado e para ser feito o exame cadavérico.

Últimas