Folha Vitória Criminosos invadem loja e deixam prejuízo de cerca de R$ 10 mil em mercadorias

Criminosos invadem loja e deixam prejuízo de cerca de R$ 10 mil em mercadorias

A dona do estabelecimento, que fica na Glória, em Vila Velha, contou que já foi assaltada outras vezes, mas o prejuízo era baixo

Folha Vitória
Foto: Reprodução / TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Criminosos invadiram uma loja na região da Glória, em Vila Velha, e furtaram cerca de R$ 10 mil em mercadorias. Comerciantes da região reclamam da falta de policiamento no bairro. 

O furto aconteceu nesta segunda-feira (28) em uma loja que fica na avenida Jerônimo Monteiro. A proprietária contou que, logo que chegou para trabalhar, sentiu falta de diversos produtos. Segundo a empresária, a loja estava toda revirada. 

"Quando eu entrei, dei falta de uns produtos em umas prateleiras. Achei que tinha esquecido de anotar a venda e fui trabalhar normal. Quando fui para parte de traz da loja, vi umas bermudas no chão e dei falta de algumas sacolas. Quando subi, dei falta de outros produtos", contou a vítima.

A proprietária da loja acredita que os criminosos tenham entrado por uma janela que fica no segundo andar. Ela acionou a Polícia Militar, que esteve no local e não encontrou sinais de arrombamento. 

A empresária estima um prejuízo de cerca de R$ 10 mil reais. De acordo com a dona, a loja existe há 28 anos e já foi assaltada outras vezes, mas o prejuízo desta invasão foi maior. A comerciante afirma que falta policiamento na região.

"Já tive assaltos a mão armada, mas escapei. Os prejuízos sempre foram baixos, um celular, um dinheiro trocado que estava no caixa. Durante a pandemia, mantive a loja aberta com as vendas de máscaras de proteção. Isso foi meu sustento. Agora que as coisas estão voltando ao normal, tenho essa perda", lamentou. 

De acordo com a polícia, nenhum suspeito foi localizado no momento do crime. A vítima foi orientada a procurar uma delegacia para registrar o boletim de ocorrência, para que o caso possa ser investigado. 

*Com informações do repórter Rodrigo Schereder, da TV Vitória/Record TV. 

Últimas