Folha Vitória ES atinge a marca de 70% da população vacinada com 1ª dose

ES atinge a marca de 70% da população vacinada com 1ª dose

De acordo com dados do Painel de Vacinação do Governo do Estado, já foram aplicadas mais de duas milhões e setecentas mil primeiras doses

Folha Vitória
Foto: Agência Brasil/ Tânia Rêgo
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A cada dez capixabas, sete já receberam pelo menos uma dose da vacina contra covid-19, a informação é do Painel de Vacinação. Ao todo, foram aplicadas  2.763.211 primeiras doses, o que corresponde a 70,80% da população parcialmente imunizada.

Ainda segundo dados do painel, mais de 1 milhão e 500 mil capixabas já estão completamente imunizados, ou seja 38,6% da população do Estado. Segundo os dados do Painel de Vacinação, 1.453.308 pessoas receberam as duas doses dos imunizantes, e 114.060 foram imunizados com dose única. 

As doses de reforço também estão sendo contabilizadas. De acordo com os dados do Painel, mais de 5.700 capixabas já receberam a terceira dose da vacina contra covid-19. 

Leia também: Espírito Santo reduz idade e intervalo para aplicação de dose de reforço em idosos

Adolescentes de 12 a 17 anos começaram a ser vacinados no Espírito Santo

Além dos adultos, desde a última quarta-feira (15), os adolescentes de 12 a 17 anos, podem ser vacinados contra covid-19 no Espírito Santo. Serão imunizados primeiro os seguintes grupos:

A. De 12 a 17 anos

- adolescentes que tenham alguma deficiência permanente; 

- adolescentes anos que possuem comorbidades;

- gestantes;

- puérperas;

- lactantes;

- privados de liberdade.

B. De 15 a 17 anos

- adolescentes de 15 a 17 anos sem comorbidades

Somente após a conclusão desses grupos, será a vez dos adolescentes de 12 a 14 anos de idade sem comorbidades.

Adolescentes com comorbidades deverão apresentar laudo de comprovação

Será necessária a apresentação de um laudo para comprovação da comorbidade. É preciso ainda estar atento às datas de emissão dos documentos. De acordo com a resolução da CIB, no caso de condições permanentes, o documento deve ter sido emitido há, no máximo, três anos.

Já para os que possuem condições adquiridas e transitórias, a comprovação deverá ser de, no máximo, 90 dias. Vale ressaltar que a cópia será retida no local da vacinação.

Leia mais: Veja quais são as regras para vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos no ES

Últimas