Folha Vitória Funcionário e criminoso morrem após troca de tiros durante assalto na Serra

Funcionário e criminoso morrem após troca de tiros durante assalto na Serra

O crime aconteceu em uma lanchonete na noite desta quinta-feira (18), no bairro Parque Residencial Laranjeiras

Uma lanchonete foi assaltada na noite desta quinta-feira (18), no bairro Parque Residencial Laranjeiras, na Serra. O marido da proprietária do local, um policial militar, reagiu e trocou tiros com o suspeito. Um funcionário da lanchonete e o assaltante acabaram atingidos. Os dois deram entrada no hospital, mas morreram por conta dos graves ferimentos. 

Câmeras de segurança flagraram toda a ação. Nas imagens, mostra o momento em que os três criminosos se aproximam do estabelecimento, dois deles estavam armados. Dentro da lanchonete, eles entram e vão até à mesa de um casal, onde um deles tenta pegar a chave do carro do casal, o criminoso deixa a chave cair e abaixa para pegar. 

Um criminoso aborda uma mulher que, assustada, encosta na parede. Neste momento, o homem que está na lanchonete pega uma arma e começa a atirar nos criminosos, que também reagem. Depois disso, o homem sai atrás dos criminosos efetuando mais disparos. 

Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A proprietária relatou para a Polícia Militar que o companheiro estava no local esperando o estabelecimento fechar para levá-la para casa. Nesse tempo, os homens entraram no local e anunciaram o assalto. 

O policial que estava no local chegou a dar ordem de prisão, alegando ser um militar. Mesmo assim, os criminosos atiraram. No meio do tiroteio, um funcionário que estava na cozinha foi atingido por dois tiros.  

O enfermeiro, que preferiu não se identificar, estava lanchando com a esposa quando os criminosos chegaram. A chave do carro que chegou a ser roubada era dele.

O veículo dele, que estava do lado de fora, foi atingido por alguns disparos. Segundo ele, mesmo com o desespero que ajudou a colocar o funcionário ferido da lanchonete dentro do carro para que fosse levado par receber atendimentos médicos. 

Segundo a Polícia Militar, após os criminosos fugirem, um morador da região disse que emprestou o celular para um desconhecido que estava na rua dizendo que tinha sido assaltado e que precisava de alguém para resgatá-lo. As características desse homem que pegou o celular, segundo a polícia, eram as mesmas de um dos assaltantes. 

O funcionário foi levado para a UPA de Castelândia, mas não resistiu aos ferimentos. Um dos assaltantes deu entrada no PA da Praia do Suá, em Vitória, ele chegou a ser transferido para o hospital de urgência e emergência, mas também acabou falecendo. A Polícia Civil investiga o caso. 

*Com informações da repórter Ana Carolini Mota, da TV Vitória/Record TV.

Últimas