Folha Vitória Homem agride companheira adolescente e coloca fogo na casa em Vitória

Homem agride companheira adolescente e coloca fogo na casa em Vitória

Segundo a vítima, as chamas destruíram toda a residência, localizada no bairro São Pedro, inclusive os pertences da filha do casal

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um homem de 27 anos agrediu a companheira, de apenas 16, e depois ateou fogo na casa onde o casal vivia de aluguel, em Vitória.

O crime aconteceu no bairro São Pedro, na madrugada deste sábado (14), e também envolveu a filha do casal, um bebê de 1 ano e 10 meses, e o irmão da vítima, um adolescente de 14 anos.

A vítima contou para a equipe de reportagem da TV Vitória/Record TV que vivia junto do agressor há três anos, mas que os dois estavam na casa que foi incendiada há apenas um mês.

A adolescente relata que o companheiro é possessivo e que o comportamento agressivo aumentava quando ele estava sob efeito de álcool e drogas.

"No momento da briga, ele tentou pegar uma faca para me furar, mas não conseguiu. Então pegou um garfo e furou a minha barriga. Nisso, o meu irmão, de 14 anos, pegou minha filha para protegê-la, e meu marido deu um murro nele", contou.

Depois das agressões, a vítima fugiu para a casa de uma amiga, com a filha e o irmão, mas foi seguida pelo marido.

A adolescente disse que o homem ficou na porta da casa da amiga, gerando incômodo, e foi enxotado pelos vizinhos.

Agressor admitiu ter ateado fogo na casa

Pouco tempo depois de ser expulso do lugar, o suspeito voltou e disse que tinha colocado fogo na residência do casal.

"Ele me disse que tinha ateado fogo na nossa casa. Aí os moradores chamaram a polícia e os bombeiros", disse.

As chamas destruíram toda a residência, inclusive os pertences da filha do casal. "Se cinco pares de roupas da minha filha tiverem sobrado, foi muito. Espero que ele pague pelo que cometeu, pelo que destruiu e pelo que fez a minha filha passar".

Agora a adolescente, a bebê e o irmão, que já estão com medida protetiva contra o suspeito, vão retornar para Minas Gerais, onde os pais moram.

Em nota, a Polícia Civil informou que o conduzido foi autuado em flagrante pelos crimes de lesão corporal, injúria e ameaça, todos na forma da Lei Maria da Penha, e foi encaminhado ao Centro de Triagem de Viana.

Com informações da repórter Polyana Martinelli, da TV Vitória/Record TV

Últimas