Idosa dada como morta desperta em necrotério e é encontrada no chão por enfermeira

A família agora move um processo contra o hospital devido ao diagnóstico errado, enquanto autoridades apuram o caso

Foto: Reprodução/Daily Mail
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Uma idosa de 81 anos foi dada como morta após uma cirurgia de desobstrução intestinal, realizada em um hospital do distrito de Gorshechensky, na Rússia. De acordo com funcionários do hospital, Zinaida Kononova não resistiu ao procedimento e foi encaminhada ao necrotério, depois de passar uma hora e vinte minutos sem atividades vitais. Porém diretrizes médicas russas estabelecem que a transferência do corpo para esses locais seja feita, no mínimo, duas horas após a declaração de óbito.

Segundo o tabloide britânico Daily Mail, Zinaida foi levada ao necrotério à 1h10 da manhã, onde permaneceu até às 8h. Ela despertou e foi encontrada no chão por um enfermeira. Imediatamente, ela foi encaminhada à UTI de outro hospital.

Funcionários do centro médico ligaram para Tatiana Kulikova, sobrinha de Zinaida, e informaram que a tia estava viva.

Infelizmente, Zinaida realmente faleceu cinco dias após a confusão. Alexander Vlasov, chefe do hospital que encaminhou a idosa ao necrotério, disse que a equipe tentou reanimar a paciente por aproximadamente 30 minutos. Mas, sem sucesso

Vlasov foi suspenso, sob suspeita de negligência. A família de Zinaida agora move um processo contra o hospital devido ao diagnóstico errado, enquanto autoridades apuram se a morte da russa está relacionada ao estresse da experiência.

*Com informações do Portal R7