Folha Vitória INSS prorroga interrupção de bloqueio de aposentadorias por falta de prova de vida

INSS prorroga interrupção de bloqueio de aposentadorias por falta de prova de vida

Com a medida, pagamentos que dependem do procedimento não serão suspensos até o fim de março

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Aposentados e pensionistas que não fizeram a prova de vida entre março de 2020 e fevereiro deste ano não terão os benefícios bloqueados pelo INSS. A decisão foi publicada em Diário Oficial da União na última quarta (20). Eles ganharão um prazo a mais. 

A gerente da agência do INSS em Vitória, Melânia Marques, explicou os procedimentos para quem quer manter o recebimento das aposentadorias em entrevista ao programa "Espírito Santo no Ar", na manhã desta quinta-feira (21). "Quem não fez prova de vida, por conta da pandemia, está com benefício garantido até o fim de março", reforçou. Ela explicou que as pessoas que desejarem fazer a prova de vida podem se dirigir às agências onde recebem. "Ele deverá portar documento de identidade com foto para que ocorra a identificação. O banco vai fazer a prova de vida, ficará com a nova data e ele fará a prova no ano seguinte", desenvolve. 

Já idosos acamados ou com dificuldade de locomoção podem ter a opção de fazerem prova de vida por procuração. "As informações podem ser obtidas pelo telefone 135. Mas pessoas nessas condições podem constituir procurador ou representante legal. Lembrando que a dificuldade de locomoção deve ser comprovada por atestado médico", aponta. 

A gerente também lembrou que o beneficiário que teve o pagamento suspenso por não fazer a prova pode se dirigir ao banco e fazer o procedimento. "Os benefícios podem ser reativados a partir do banco, exceto no caso de benefícios cessados", diferenciou.

Ela acredita que haverá novos adiamentos em relação aos prazos  por conta da pandemia. "A cada dois meses, o INSS vai avaliando de dois em dois meses, a necessidade de nova prorrogação", informou. 

Reconhecimento facial

Melânia lembrou que o INSS, no ano passado, iniciou um teste com uma alternativa de prova de vida por meio de reconhecimento facial pelo celular. Foram 12 mil segurados no Espírito Santo convocados a participarem desse novo procedimento. "Alguns segurados estão sendo notificados pelo aplicativo 'Meu INSS' para realizar a prova de vida. Esses segurados têm que ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH) porque ele usa a base de dados do Denatran e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No momento, não temos o balanço completo desses testes", finalizou.

Com informações do repórter Lucas Pisa, da TV Vitória/Record TV

Últimas