Folha Vitória Jobson, ex-Botafogo, é a grande novidade do Capixaba para a Copa Espírito Santo

Jobson, ex-Botafogo, é a grande novidade do Capixaba para a Copa Espírito Santo

Atacante já treinava há cerca de duas semanas com o elenco em Vila Velha e foi apresentado oficialmente na manhã deste sábado

Folha Vitória
Foto: Vitor Simões/ Folha Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O atacante Jobson foi confirmado como o novo reforço do Capixaba para a disputa da Copa Espírito Santo 2021. O jogador de 33 anos foi apresentado oficialmente na manhã deste sábado, mas já vinha treinando com o elenco alvi-rubro há cerca de duas semanas, no Centro Esportivo Garoto (CEG), em Vila Velha.

No início do mês passado, Jobson teve seu nome ligado ao Rio Branco, e inclusive chegou a gravar um vídeo afirmando que estaria acertado com o time Capa-Preta. Porém, após um protesto da torcida, a diretoria declinou do acerto com o jogador.

Com passagens por vários times brasileiros como Brasiliense, Atlético-MG, Bahia, São Caetano e Campinense, nos últimos anos, Jobson rodou por times de pouca expressão nacional como Capital-DF, Portuguesa-RJ, Independente Tucuruí-PA, Luziânia-DF e União Cacoalense, que foi o seu último time, onde disputou o Campeonato Rondoniense deste ano.

Polêmicas

A carreira de Jobson ficou bastante marcada pelas polêmicas fora das quatro linhas, desde os tempos que vestia a camisa do Botafogo. Confira alguns dos principais problemas na carreira do jogador.

DOPING - Com apenas 21 anos, vivendo uma grande fase com a camisa do Botafogo, Jobson foi flagrado no exame antidoping por uso de cocaína e foi afastado. A pena foi de seis meses afastado dos gramados. Em março de 2014, o caso novamente a se repetir. Jogando na Arábia Saudita, ele se recusar a fazer o exame. O resultado foi suspensão no clube que defendia e uma punição da Fifa, que chegaria em 2015, quando vivia novamente um ótimo momento no Botafogo. Foram três anos suspenso sem poder jogar futebol.

ESTUPRO - Em junho de 2016, o atacante foi preso por estupro de vulnerável. Segundo as autoridades policiais, ele levou duas adolescentes de 12 e 13 anos para uma chácara, no interior do Pará, onde as meninas teriam bebido, usado drogas e tiveram relações sexuais. Juntando as idas e vindas na prisão, Jobson ficou preso por mais de um ano.

ACIDENTE COM MORTE - Em 2017, Jobson ficou ferido num grave acidente de carro na rodovia TO-080, entre Marianópolis e Divinópolis, na região oeste do Tocantins. O acidente deixou uma pessoa morta e outras quatro feridas, incluindo o atleta. De acordo com a Polícia Militar de Marianópolis, várias latas de cerveja e um litro de whisky estavam dentro do carro. A Polícia disse que ainda não sabe quem dirigia o carro no momento do acidente, mas que o veículo pertencia a Jobson.

Últimas