Folha Vitória Justiça determina cassação do prefeito e do vice de Itapemirim

Justiça determina cassação do prefeito e do vice de Itapemirim

Thiago Peçanha e Nilton César Soares dos Santos foram acusados de usar estrutura da prefeitura para se elegerem e também de abuso de poder político

Folha Vitória
Foto: Reprodução /Youtube
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A Justiça Eleitoral determinou a cassação do prefeito eleito de Itapemirim, no Sul do Estado, Thiago Peçanha Lopes (Republicanos) e do vice Nilton César Soares Santos, o Niltinho (Republicanos). O juiz eleitoral Romilton Alves Vieira Junior decidiu, além da cassação dos diplomas, tornar inelegível o prefeito por oito anos e  aplicar multa de 25 mil UFIRs (aproximadamente R$ 25 mil) a Thiago Peçanha.

A cassação foi a pedido da chapa do candidato derrotado Doutor Antônio (PP), da coligação "Nosso povo, nossa missão". No pedido, a coligação aponta uso de recursos da prefeitura para fazer propaganda pessoal do prefeito, uso do Diário Oficial do município para fazer propaganda de feitos de sua gestão, aquisição de novilha com prenhez de embrião para distribuição gratuita e melhoramento genético a 400 produtores rurais da cidade ao custo de R$ 7.606.669,00, abuso de poder político, com a criação de vagas de estágio na prefeitura, entre outros.

A reportagem tentou contato com a advogada do prefeito, mas ainda não teve retorno. Logo depois da divulgação da decisão, Thiago Peçanha publicou em sua página no Facebook uma foto dele com o vice-prefeito e a frase: "E continuaremos o TRABALHO...", com uma série de comentários de seguidores. O espaço está aberto à manifestação do prefeito.

A decisão da Justiça é em caráter liminar e ainda cabe recurso. O prefeito pode continuar no exercício da função enquanto responde ao processo.

Últimas