Folha Vitória Mais de 3 mil pessoas já foram atendidas no feirão para renegociar dívidas em Vitória

Mais de 3 mil pessoas já foram atendidas no feirão para renegociar dívidas em Vitória

O evento teve início na última terça-feira (04) e mais de 3 mil pessoas já foram atendidas pelas empresas participantes

O evento teve início na última terça-feira (04) e mais de 3 mil pessoas já foram atendidas pelas empresas participantes

Foto: Luana Damasceno
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Continua, até o próximo sábado (08), o 8º Feirão 'Recupere seu Crédito', que acontece na Arena Vitória, em Bento Ferreira, na Capital. O evento teve início na última terça-feira (04) e mais de 3 mil pessoas já foram atendidas pelas empresas participantes.

De acordo com o gerente de negócios da Câmara de Dirigentes Logistas (CDL) de Vitória, Geraldo Calenzani, o primeiro dia do evento foi prejudicado pela greve dos rodoviários, mas a quarta-feira (05) já registrou aumento nos atendimentos. "Temos 20 empresas participantes, desde concessionárias de energia e água, financeira, lojas de calçados e roupas, óticas. Quem tiver com o nome registrado no SPC por estas empresas, podem vir para procurar a renegociação", afirmou.

O evento é organizado  CDLs de Vitória, Vila Velha, Serra e Cariacica, e reune empresas e instituições financeiras, como Banestes, Dacasa, Caixa Econômica Federal, EDP Espírito Santo, Cesan, Agoracred e Cartão Avista, entre outras. Também haverá um estande do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). Ao todo, são 55 pontos de atendimento.

Calenzani ainda diz que muitos clientes estão saindo satisfeitos da renegociação e que cada empresa tem uma forma de negociar com o cliente. "As empresas têm seu modelo de negociação, descontos e parcelamentos. Mas, de uma forma geral, a gente vê casos de descontos expressivos de juros e multa e, às vezes, até descontos no valor total da dívida. Tivemos um caso de uma senhora que estava devendo R$ 68 mil e renegociou por R$ 5 mil", conta.

O Feirão Recupere seu Crédito atende das 9 às 16 horas, mas Calenzani afirma que todos os consumidores que tiverem senha serão atendidos, independente do horário.

O público-alvo principal são as pessoas com dívidas e que estão com o nome no SPC, mas empresas com registros de inadimplência também poderão aproveitar a campanha. "Basta trazer um documento com foto e o CPF. Com este documento, a gente identifica onde ele está devendo e o cliente pega a senha e aguarda sentado para o atendimento", finaliza.

Como funciona

– Ao chegar à Arena Vitória, o consumidor deverá se dirigir ao balcão das CDLs portando CPF, Carteira de Identidade ou outro documento de identificação original com foto, para se informar sobre os seus débitos. Nesse local, ele vai retirar uma senha.

– Durante a espera, as pessoas ficarão sentadas e poderão acompanhar a chamada das senhas por meio de televisões.

– Depois, elas deverão se deslocar até o estande da empresa ou instituição credora para buscar a renegociação.

– No balcão do Cadastro Positivo, os consumidores poderão incluir o nome na lista de bons pagadores.

Condições oferecidas

AgoraCred – A instituição vai oferecer descontos de até 100% sobre multas e juros de atraso e parcelamentos em até 16 vezes. As condições irão variar de acordo com o tempo de vencimento da dívida.

Banestes– A instituição vai oferecer descontos de até 100% sobre multas e juros de mora, além de alongamento do prazo da dívida. O banco atualizou recentemente a sua política de renegociação, garantindo mais flexibilidade e descontos progressivos, o que aumenta as chances de o cliente quitar o débito. Cada caso será analisado individualmente. Poderão ser atendidas pessoas que têm dívidas referentes a vários produtos, como cheque especial, cartões de crédito, crédito pessoal, microcrédito, entre outros, com valor limitado a R$ 30 mil, sem garantia real e com atraso superior a 60 dias. O parcelamento da renegociação da dívida pode ser em até 60 meses.

Caixa Econômica Federal – O banco oferecerá alternativas e descontos de até 90% para clientes pessoa física e jurídica que tenham contratos comerciais em atraso por mais de 365 dias. Haverá descontos significativos para pagamento à vista, com exceção de financiamento imobiliário, financiamento de veículo e Financiamento Estudantil (Fies), que somente são renegociados nas unidades da Caixa.

CDL Vitória – Empresas que serão representadas pela entidade: Unisudeste, Óticas Diniz, O Boticário, Metron Engenharia, José Lessa Junior, Itapuã Calçados, Gimacol, Donna Boutique, Document Comércio de Produtos de Informática Ltda, Doc. Infor Serviço Ltda, Centro de Radiodiagnóstico Odontológico Ltda, Casas Santa Terezinha e Ziebart. De acordo com o valor da dívida, os parcelamentos poderão ser feitos em até 20 vezes. Cada caso será avaliado individualmente.

Cartão Avista – Descontos de até 98% no valor atualizado da dívida.

Cesan – Clientes que tiverem, no mínimo, quatro faturas em atraso, parcelarem todo o débito e dispuserem de, pelo menos, 5% do total da dívida poderão ter até 100% de desconto sobre juros e multas. Além disso, poderão parcelar em até 48 meses. Essas condições são válidas apenas para titulares das contas. A Cesan também oferecerá condições especiais nos atendimentos presenciais da companhia em todo o Estado e pela agência virtual, durante o período de realização do feirão. O endereço dos escritórios de atendimento está disponível no site www.cesan.com.br. Clientes com parcelamento ativo não terão desconto de juros e multas.

Dacasa Financeira – A instituição vai oferecer descontos para dívidas vencidas a partir de 60 dias. Os descontos serão concedidos de acordo com o perfil do contrato de cada consumidor. Cada caso será analisado para que o cliente não saia do feirão sem negociação.

EDP Espírito Santo – Consumidores residenciais, rurais, comércio e indústrias poderão realizar uma negociação personalizada com condições especiais de pagamento, juros reduzidos do parcelamento e um prazo ampliado para o acerto dos valores devidos. Os clientes também terão a oportunidade de se cadastrar na Tarifa Social, benefício que garante um desconto de até 65% na fatura de energia. Para ter direito ao desconto, o familiar precisa estar com o Número de Identificação Social (NIS) ativo no Cadastro Único para programas sociais do governo federal (CadÚnico).

    Access log