Folha Vitória Mulher diz que está com vergonha de sair de casa após ser agredida pelo marido

Mulher diz que está com vergonha de sair de casa após ser agredida pelo marido

O suspeito tentou fugir pelo telhado dos vizinhos, mas caiu, fraturou o braço e acabou preso

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

"Vergonha de sair de casa". Esse é o sentimento da mulher que foi agredida pelo companheiro no último fim de semana, no bairro Barramares, em Vila Velha. A mulher ainda não consegue sair de casa. Ela ficou com um hematoma no olho direito depois de levar um soco no rosto. 

O agressor acabou preso após tentar fugir pelo telhado das residências vizinhas

"Eu ainda não estou saindo na rua. Tenho que ir na escola das crianças para pegar as atividades, tinha uma consulta no posto, mas também não fui por conta da vergonha que estou sentindo", desabafou.

Segundo a vítima, o marido ficou fora de si depois que os dois passaram a tarde em um churrasco na casa de um amigo. 

"Ele estava bebendo. Quando começou a anoitecer nós viemos embora. O neném começou a chorar muito. Ele chegou e foi direto para o banho e eu vim para o quarto". 

A mulher contou que para evitar confusão com o homem, entrou em um quarto com o bebê de três meses. Logo em seguida, ele arrombou a porta do cômodo e agrediu a vítima com um soco no olho.

"Eu só ouvi o barulho na porta do quarto com o chute que ele deu. Eu me assustei. A fechadura tinha quebrado no meio. Ele começou a me xingar e eu querendo que ele parasse. Na hora que eu respondi, ele me deu o soco no olho", relatou.

O outro filho da vítima, fruto de um relacionamento anterior, escutou os gritos da mãe e mandou que o homem fosse embora. No entanto, o suspeito se recusou a sair. Os moradores da região perceberam a confusão e acionaram a Polícia Militar.

"Ele pegou no meu pescoço e comecei a gritar. Quando vieram para me ajudar, a polícia já estava chegando. Foi quando ele saiu pelos fundos". 

Quando os policiais chegaram ao local, o suspeito tinha pulado o muro do vizinho e ido para o telhado de uma casa abandonada. O telhado da residência não aguentou o peso e o homem acabou caindo. Ele não desistiu e subiu no telhado de outra casa. Mais uma vez, o telhado desabou. O homem caiu e fraturou o braço. Ele foi socorrido e acabou preso. 

De acordo com a vítima, o relacionamento com o marido já dura mais de seis anos. Em 2014, o homem já se mostrava violento, mas, na época, a vítima não solicitou medida protetiva e decidiu continuar com o casamento. Desta vez, ela quer um desfecho diferente.

"Ele não é de me bater, ele é de xingar. Aqueles palavrões que dá até vergonha de contar. Essa foi a segunda vez que me bateu. Fui dando chances, mas infelizmente tá difícil. Não dá mais. Pedi uma medida protetiva. Não dá mais para viver com ele", desabafou. 

*Com informações da repórter Jessica Cardoso, da TV Vitória/RecordTV

Últimas