Folha Vitória Mulher é agredida pelo marido após se recusar a ir embora com ele em cima de uma égua

Mulher é agredida pelo marido após se recusar a ir embora com ele em cima de uma égua

As agressões começaram após a mulher se recusar a ir embora com o suspeito

Folha Vitória
Foto: Reprodução / TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Na noite do último domingo (31), uma mulher foi agredida pelo marido dentro de uma boate no bairro Rio Branco, em Cariacica. De acordo com a vítima, ela teria pedido dinheiro ao companheiro para ir embora com um carro de aplicativo, mas ele se recusou e agrediu a mulher após ela se negar a sair do local com ele em cima de uma égua. 

E esta não foi a primeira discussão do casal no local. Durante a noite, os dois já haviam protagonizado outras pequenas brigas. Em uma delas, eles teriam até se afastado. A primeira briga foi motivada por ciúmes. A mulher contou que o marido chegou na boate depois do horário combinado, pois, segundo ela, ele estaria participando de uma vaquejada e chegou ao local bêbado. Devido a isso, eles discutiram e cada um foi para um lado.

Mesmo afastados, a vítima continuou de olho no companheiro, que depois de um tempo, começou a dançar de forma íntima com uma outra mulher. Foi neste momento que a esposa decidiu tirar satisfações com o companheiro.

Após questionar o marido a respeito do comportamento dele com outra mulher, o rapaz se irritou e xingou a companheira. A discussão foi movida a gritos, fazendo com que as pessoas se aproximassem do casal. Com vergonha, a mulher pediu dinheiro ao marido para ir embora em um carro de aplicativo, mas o suspeito negou o dinheiro dizendo que não daria nem um centavo e que ela iria embora com ele em cima de uma égua. 

O animal pertence ao casal e estava parado na frente da boate. Ela se recusou a ir com o animal e acabou sendo jogada no chão pelo homem. Assim que derrubou a mulher no chão, o suspeito a agrediu com socos e chutes. No momento da briga, um policial que passava na frente da boate ouviu os pedidos de socorro e entrou no local.

O policial contou que conseguiu tirar o suspeito de cima da mulher e na mesma hora deu voz de prisão a ele. Testemunhas que acompanharam a confusão ficaram revoltada com o caso e tentaram agredir o suspeito. 

Depois do ocorrido, a mulher foi levada para o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Cariacica para prestar depoimento. Ela contou que começou a morar com o marido no mês de setembro e que essa teria sido a primeira vez que ele a agrediu. O homem passou a noite na delegacia e na manhã desta segunda-feira (1) foi levado para o presídio de Viana.

De acordo com a Prefeitura de Cariacica, o estabelecimento em que ocorreram as agressões, já havia sido notificado pelo horário de funcionamento. Por motivos de reincidência, a boate será multada em R$ 1.742,00. 

A casa de show informou, no entanto, que não está abrindo, que segue as medidas exigidas pelo decreto estadual e o que houve, na noite do último domingo, foi a comemoração do aniversário de um cliente. 

Ainda de acordo com o responsável pelo local, não houve agressão na parte interna e nem na parte externa do espaço. A equipe de jornalismo da TV Vitória ainda não obteve retorno da Polícia Civil.

* Com informações da repórter Suellen Araújo, da TV Vitória/Record TV.

Últimas