Folha Vitória "Não mandei matar", diz Flordelis em audiência da morte do marido

"Não mandei matar", diz Flordelis em audiência da morte do marido

A deputada federal é acusada de ser a mandante do crime

Folha Vitória
Foto: FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A justiça do Rio de Janeiro ouve, nesta sexta-feira (13), as testemunhas de acusação do caso da morte do pastor Anderson do Carmo. A mulher da vítima e deputada federal Flordelis, é acusada de ser mandante do crime. 

Na chegada ao Fórum de Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro, a defesa da deputada foi abordada pela imprensa. Os advogados afirmaram que ela estava emocionada, que é inocente e que Flordelis jamais cometeria um crime "bárbaro". 

A deputada negou as acusações. "Não mandei matar meu marido, jamais faria isso”, comentou.

Segundo informações da Record TV Rio, de 30 a 40 pessoas participarão de mais uma fase do processo que investiga a autoria intelectual e execução da vítima. 

Os 11 acusados do processo acompanham a audiência, incluindo a deputada federal Flordeli. A ex-esposa de Anderson é a única que não está presa devida sua imunidade parlamentar.

O crime completou um ano em junho deste ano. As investigações, que na primeira fase apontaram dois filhos do casal como autores do crime, agora julga os autores intelectuais do assassinato. 

*Com informações do Portal R7! 

Últimas