Folha Vitória Operação prende 24 líderes de organização criminosa de Vitória

Operação prende 24 líderes de organização criminosa de Vitória

Ao longo dos meses, segundo a Polícia Civil, foram realizadas diversas ações das forças de segurança pública, que resultaram na prisão de 24 dos 38 alvos

Folha Vitória
Foto: Divulgação/ Polícia Civil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Durante uma coletiva na manhã desta sexta-feira (19), a Polícia Civil e a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Espírito Santo (Sesp), por meio da Subsecretaria de Inteligência, apresentaram os detalhes da Operação Sicário, que tem como objetivo combater o crime organizado no Estado.

Ao longo dos meses, segundo a Polícia Civil, foram realizadas diversas ações das forças de segurança pública, que resultaram na prisão de 24 dos 38 alvos da operação, todos lideranças de uma organização criminosa. 

O foco principal da ação foi a região do “Território do Bem”, situada nos bairros da Penha, São Benedito e regiões vizinhas, além de outros pontos adjacentes na Região Metropolitana da Grande Vitória.

Foto: Divulgação / Polícia Civil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

De acordo com a Polícia Civil, a organização criminosa tem sede na região do Território do Bem, no Bairro da Penha e adjacentes, e surgiu em 2010. 

Na ocasião, durante um trabalho de inteligência prisional, um bilhete foi apreendido em uma unidade prisional, com o suposto estatuto que marcaria a criação da organização. 

Análises do Ciate identificaram que esse grupo criminoso se articulou com o passar dos anos, mesmo com o intenso trabalho do combate ao tráfico de drogas na localidade, tendo em vista que todas as lideranças estão presas. 

Entre as principais áreas de atuação do grupo estão os bairros Itararé, Bonfim, Bairro da Penha e São Benedito. As investigações apontam que há, ainda, ramificação por diversos municípios do Espírito Santo. 

Perfil do tráfico de drogas do Espírito Santo

- Adolescentes e jovens com faixa etária entre 12 e 28 anos;

- Perfil agressivo; 

- Desestrutura familiar;

- Afastamento das escolas;

- Sem perspectiva de ingresso no mercado formal de trabalho; 

- Briga por expansão territorial por conta da alta demanda de consumo; 

- Alta circulação de armas de fogo, principalmente de fora da país;

- Compra nos países vizinhos e distribuição no Espírito Santo;

- Elevado poder bélico.

 Leia também: 

>> Dois homens são presos e um adolescente apreendido suspeitos de homicídio em Iconha

>> Cena de filme? Suspeito de homicídio foge do presídio de Xuri por forro do teto da sala de visita

Últimas