Folha Vitória Pai e madrasta de criança agredida em Linhares são presos

Pai e madrasta de criança agredida em Linhares são presos

Menina de 6 anos está internada na UTI de um hospital de Colatina; casal foi preso por suspeita de espancamento

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O pai e a madrasta da menina de 6 anos, que foi parar em uma UTI após ser vítima de agressões, foram presos na noite desta quarta-feira (26). A criança deu entrada em uma Unidade de Pronto Atendimento em Linhares, Norte do Estado, com sinais de espancamento na segunda-feira (25) e precisou ser transferida para um hospital de Colatina.

O chefe da Delegacia Regional da cidade, delegado Fabrício Lucindo confirmou a prisão do casal e disse que as investigações apontaram que a madrasta foi a responsável pelas agressões. O pai teria sido preso por omissão. Mais informações sobre o caso ainda serão repassadas pela polícia.

Antes da prisão desta terça, ambos foram ouvidos no plantão da Delegacia Regional de Linhares e liberados pelo delegado plantonista, que não conseguiu identificar, naquele momento, indicação de autoria do crime.

Lucindo informou que a mãe da criança, que mora na Bahia, também foi ouvida mais por conta das investigações e não diretamente pelas agressões sofridas, já que não há histórico de violência antes da mudança para o Espírito Santo. "Já aqui na cidade é a primeira ocorrência. A família está morando aqui há 45 dias", disse o delegado. 

Histórico

Na noite da última segunda-feira (24), a criança de 6 anos deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Shell, em Linhares, com sinais de agressão física, segundo informou a polícia. Por conta da gravidade, ela precisou ser transferida para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital em Colatina. 

Segundo a Polícia Militar, um conselheiro tutelar relatou ter sido acionado após a criança dar entrada na unidade com diversos ferimentos pelo corpo. O pai esteve no local e contou que estava trabalhando. 

Já a madrasta relatou que a criança teve uma reação alérgica após tomar um remédio. `Por isso, apresentava sinais pelo corpo e havia desmaiado.

Leia mais: Criança de seis anos dá entrada em UPA de Linhares com sinais de abuso sexual e agressão

Últimas