Folha Vitória Polícia prende motorista de aplicativo que manteve mulher em cárcere privado em Vila Velha

Polícia prende motorista de aplicativo que manteve mulher em cárcere privado em Vila Velha

Ela pediu uma viagem ao sair do supermercado, foi rendida e levada para um hotel onde ficou 9 horas detida pela dupla de criminosos; o motorista usou o cartão de crédito da mulher, fazendo compras no valor de R$ 6 mil

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
O delegado-chefe da Polícia Civil, José Darcy Arruda (esquerda) e o superintendente de Polícia Especializada, delegado José Lopes, deram detalhes da investigação que prendeu motorista de aplicativo 

A Polícia Civil prendeu um motorista de aplicativo que manteve uma mulher de 59 anos em cárcere privado por mais de 9 horas em Vila Velha. O sequestro aconteceu em 16 de junho deste ano. Além de ser agredida, ela passou por crime de extorsão.

O homem de 35 anos foi preso na última terça-feira (10). Após investigações pela Delegacia Antissequestro (DAS), ele foi localizado em Ilha dos Bentos, na mesma cidade. Ele confessou o crime, mas negou as agressões. 

As informações foram repassadas pelo delegado-chefe da Polícia Civil, José Darcy Arruda, e pelo superintendente de Polícia Especializada, delegado José Lopes, durante coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira (13). 

Lopes disse que o carro usado pelo suspeito está no nome do pai dele e que, depois do crime, ele continuou a atuar como motorista de aplicativo. A polícia acredita que, com a prisão dele, outras vítimas podem aparecer.

Mulher foi mantida presa em hotel

Tudo aconteceu quando a mulher saía de um supermercado, em Vale Encantado. Ela pediu uma corrida pelo aplicativo 99 Pop. Tudo transcorreu normalmente. Após colocar as compras no porta-malas a viagem começou e, em um dado momento, a passageira notou que o trajeto não correspondia ao caminho para o seu destino. 

Ela pediu explicações. O motorista travou as portas. A mulher, apavorada, mandou mensagem de áudio para a filha, pedindo socorro. Ela começou a ser agredida verbalmente pelo condutor.

Em um determinado momento o criminoso parou o carro para que uma mulher entrasse no carro. Segundo a polícia, seria uma comparsa dele. A dupla levou a passageira para um hotel em Vila Velha. As investigações apontam que dentro do quarto, a mulher foi novamente agredida. O motorista pegou o cartão de crédito da vítima com a senha e saiu do hotel. 

Enquanto ela era mantida presa no estabelecimento pela comparsa, na rua o homem fazia compras totalizando R$ 6 mil.

A dupla ficou com a mulher por 9 horas. No dia seguinte, ela foi abandonada em Itapuã.

A reportagem acionou a empresa 99 Pop sobre a prisão do motorista. Assim que a resposta for enviada, a matéria será atualizada.

Com informações de Waslley Leite, repórter da TV Vitória/Record TV

Últimas