Folha Vitória Presa jovem suspeita de matar idoso a facadas na Serra

Presa jovem suspeita de matar idoso a facadas na Serra

Segundo a polícia, a mulher teria cometido o crime para roubar a vítima. Eles mantinham um relacionamento

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A jovem suspeita de assassinar um idoso de 87 anos, no bairro Campinho da Serra, na Serra, foi presa pela Polícia Civil. 

De acordo com as investigações, Manoel Roela Sobrinho e a mulher de 21 anos mantinham um relacionamento. 

A suspeita, que teria cometido o crime para roubar a vítima, estava escondida na casa de um tio, no bairro Santo Antônio, em Vitória. Ela foi presa na última sexta-feira (21). 

Segundo o delegado Gianno Trindade, a mulher confessou o crime. 

"Primeiro, ela nos deu uma versão de que saiu de um bar e foi até a casa do Manoel para pedir R$ 20. Eles discutiram e ele negou dar a quantia. Segundo ela, ele partiu para cima dela, chegou a segurá-la pelo pescoço e, por isso, ela pegou uma faca que estava no sofá para se defender". 

No entanto, a polícia não acredita na versão da jovem. Um exame cadavérico mostrou que o idoso foi morto com mais de 16 facadas. "Quando chegou o laudo cadavérico, verificamos que haviam mais de 16 perfurações no corpo do Manoel. Oito facadas eram nas costas, na região da nuca, o que descarta a versão contada pela presa e mostra a intensão de matar". 

O idoso morava sozinho. Ele foi encontrado morto no dia 30 de março. De acordo com as investigações, a suspeita do homicídio matou o aposentado e roubou cerca de R$ 200. "Ela saiu da casa levando a carteira do Manoel. Ela pegou o dinheiro e descartou a carteira pelo caminho". 

O filho de Manoel desconfiou de que havia algo errado após encontrar os documentos do pai espalhados na rua. 

Durante a apuração do caso, um detalhe chamou a atenção dos investigadores: a data do crime. O caso aconteceu justamente no final do mês, quando o idoso costumava receber o dinheiro da aposentadoria. "Era uma pessoa que convivia com ele e mantinha uma relação de alguns anos. Ela sabia exatamente como ele procedia com o dinheiro". 

Segundo a polícia, a suspeita já tinha uma passagem pela Justiça por tentativa de homicídio. Ela foi autuada pelo crime de latrocínio e será indiciada. O delegado responsável pelas investigações contou que a autora do homicídio foi localizada após denúncias anônimas e ressaltou a importância da participação da sociedade na resolução de crimes. 

*Com informações da repórter Suellen Araújo, da TV Vitória/RecordTV

Últimas