Folha Vitória Preso suspeito de homicídio que chefiava tráfico de drogas na Serra

Preso suspeito de homicídio que chefiava tráfico de drogas na Serra

Hudson Tiago da Silva era um dos últimos membros do grupo criminoso que ainda estava sendo procurado pela polícia

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A polícia prendeu mais um homem suspeito de cometer vários homicídios na região de Central Carapina, na Serra. O suspeito, identificado como Hudson Tiago da Silva, mais conhecido como Peludson, estava escondido em uma casa, em Vitória. 

De acordo com o delegado titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa do município, Rodrigo Sandi Mori, Hudson é irmão caçula de Levi Tiago da Silva, que já está preso. 

"Hudson assumiu o controle do tráfico de drogas da região conhecida como 'vala' após a prisão do irmão, Levi, que ocorreu em outubro de 2020. Os dois já eram conhecidos da polícia desde 2013, por envolvimento no tráfico de drogas na região. Com a prisão dos demais lideres, em 2017, 2018 e 2019, Levi acabou assumindo e, após a prisão dele, o irmão Hudson, ficou no comando".

Hudson era um dos últimos membros do grupo criminoso que ainda estava sendo procurado pela polícia. Ele é suspeito de ter participado de assassinatos que aconteceram em Central Carapina. 

O suspeito foi encontrado escondido em um bairro de Vitória. "Esse indivíduo estava residindo no bairro Goiabeiras, em Vitória. Nós fomos até o local e fizemos um cerco. Ele tentou se evadir pela mata nos fundos da residência, porém, estava cercado e acabou capturado". 

De acordo com as investigações, Hudson teria assumido a chefia de uma das duas principais gangues do tráfico do bairro Central Carapina, considerado um bairros mais perigosos do município, porque há muito tempo foi dominado por dois grupos do tráfico de drogas: o da "vala" e da "favelinha". 

Segundo a polícia, os criminosos brigam entre eles para tentar assumir o controle absoluto da venda de entorpecentes. No meio dos confrontos violentos, ficam os moradores.

Em um ano e quatro meses, a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa da Serra prendeu 22 suspeitos de participarem de homicídios e já conseguiu desmontar os dois principais grupos criminosos do município.  

Para concluir o trabalho de investigação dos principais crimes da região ainda falta uma pessoa, que está na mira da delegacia. "Nove pessoas já foram presas. Falta apenas uma: Lorenzo Cristian Elias Viana". 

Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

*Com informações da repórter Nathalia Munhão, da TV Vitória/RecordTV

Últimas