Folha Vitória Projeto oferece oficinas culturais para jovens de baixa renda com bolsa de R$ 400

Projeto oferece oficinas culturais para jovens de baixa renda com bolsa de R$ 400

. As oficinas serão executadas de forma online, entre os meses abril e maio

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O projeto Agentes do Amanhã – Trilhas da Cultura é uma iniciativa que vai oferecer formação continuada a jovens de 16 a 29 anos, para artistas, produtores e fazedores de cultura que sejam moradores da Grande Vitória, com prioridade para os bairros de periferia e em situação de vulnerabilidade social.

Serão cinco oficinas online, com 30 vagas e 30 horas de duração para cada, no total de 150 participantes. Cada aluno selecionado será contemplado com bolsa de R$ 400 pela participação nas aulas.

Para duas oficinas, as inscrições já começam este sábado (10), e vão até domingo (18). São elas: Políticas Públicas Culturais e Protagonismo da Juventude, Comunicação e Marketing Cultural. Para se candidatar, é só acessar o link https://linktr.ee/parceirosdobeminstituto. Os selecionados serão divulgados no dia 20 de abril.

Inicio das aulas

As aulas da oficina de Políticas Públicas Culturais começam no próximo dia 26, com conclusão em 17 de maio. A periodicidade é de três vezes por semana: segunda, quarta e sexta, das 14 horas às 17 horas.

Já os encontros virtuais de Comunicação e Marketing Cultural acontecem de 27 abril a 18 de maio, com aulas terça e quinta, das 18h às 21h; e sábado, das 14h às 17h.

A data de inscrição para os outros três cursos do “Agentes do Amanhã – Trilhas da Cultura” será divulgada em breve. As oficinas que completam o projeto são Empreendedorismo Cultural, Mercado e Economia Criativa, Elaboração de Projetos Culturais e Gestão de Projetos Culturais e Prestação de Contas.

Cada oficina terá até 30 alunos e a prioridade das vagas são para jovens pertencentes a famílias de baixa renda, moradores de bairros de alta vulnerabilidade social abrangidos pelo programa Estado Presente e/ou inscritos no CADÚnico.

Além disso, 50% das vagas são reservadas para mulheres, negros, pessoas LGBTQI+ e pessoas com deficiência, como forma de promover a diversidade do acesso ao conhecimento. Cada participante poderá se inscrever e contar com o retorno financeiro de R$ 400 em até três oficinas – no total de R$ 1.200.

É possível participar dos cinco cursos e receber todos os certificados, mas a bolsa se limita a três. As oficinas serão executadas de forma online, por meio do aplicativo Zoom, entre os meses abril e maio.

A bolsa de R$ 400 será paga após o término de cada oficina, por meio de depósito bancário na conta do próprio aluno, mediante comprovação de pelo menos 80% de frequência nas aulas e 60% de aproveitamento nas atividades propostas. Todas as aulas serão online e gratuitas, atendendo a determinações e recomendações expedidas pelo Poder Público para combate à pandemia da covid-19. A realização do projeto é do Instituto Parceiros do Bem, com recurso viabilizado pela Lei Aldir Blanc.

Últimas