Folha Vitória Projeto sociocultural ensina empreendedores a buscarem a sustentabilidade

Projeto sociocultural ensina empreendedores a buscarem a sustentabilidade

Negócio Sustentável é o projeto que promove o treinamento cultural de 90 gestores sociais de base comunitária, ao ano, e estimula o...

Folha Vitória
Foto: Divulgação/DINO

Diversos países do mundo estão contabilizando os efeitos gerados pela pandemia na vida de sua população e no Brasil o que pode ser visto é o encerramento de muitos projetos sociais e  de organizações sem fins lucrativos e o aumento do número de pessoas com fome, entre outros resultados negativos. Em 2022, o Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia de Covid-19 apontou que 33,1 milhões de pessoas não têm garantido o que comer — o que representa 14 milhões de novos brasileiros em situação de fome e nesse sentido o projeto Negócio Sustentável, que é realizado desde 2019, foi remodelado para incentivar que projetos sociais que recebem as mentorias trabalhem para produzir a própria renda e a sustentabilidade de suas ações para não depender de doações, patrocínios ou apoios governamentais. 

Sendo assim, após participarem do Treinamento Cultura de Base com conteúdos sobre criação e gerenciamento de projetos sociais, sustentabilidade de ONGs, presença digital, gerenciamento e captação de recursos para projetos sociais, 90 gestores de projetos sociais passaram pela avaliação de suas propostas criativas em que 21 iniciativas são selecionadas, todos os anos, para receberem apoio financeiro, assessoria técnica e mentoria para a aceleração de seus respectivos microprojetos culturais, destinados ao atendimento de mais de 750 moradores do entorno da Linha Amarela, ao ano. A proposta é que, além de realizarem atividades gratuitas para os beneficiários, os selecionados pensem em produtos ou serviços que possam ser comercializados para estimular a sustentabilidade econômica de seus empreendimentos.

"No treinamento cultural deste ano identificamos projetos com uma diversidade muito interessante como um micronegócio de acessórios criativos e outros dois de tranças afro, oficina de percussão, workshop de educação financeira e marketing cultural, oficinas de dança, confeitaria criativa, desenho e pintura e contação de história, além de iniciativas de outros segmentos da economia criativa", aponta Alexandre Quirino, coordenador de projetos no Instituto ESAC.

O Negócio Sustentável é patrocinado pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura e LAMSA por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura - Lei do ISS.

Para saber mais sobre o projeto basta acessar o site: 

www.esac.org.br 

Redes sociais 

@institutoesac

Últimas