Folha Vitória Rapaz é assassinado a tiros em Vitória; testemunhas dizem que vítima foi confundida

Rapaz é assassinado a tiros em Vitória; testemunhas dizem que vítima foi confundida

Felipe Bones Xavier tinha 20 anos e estava indo terminar uma tatuagem quando foi morto

Folha Vitória
Foto: Matheus Brum
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Policiais civis acreditam que o suspeito faça parte do tráfico de drogas do bairro Andorinhas

Um rapaz de 20 anos foi assassinado a tiros na manhã deste domingo (22) na pracinha de Itararé, em Vitória.

De acordo com familiares, ele trabalhava na equipe de jardinagem da Prefeitura de Vitória e teria sido confundido com traficantes do bairro. O crime aconteceu por volta de 9h30.

Bastante abalados, parentes acompanhavam o trabalho da Polícia Civil. Peritos e investigadores foram deslocados para a pracinha após o assassinato de Felipe Bones Xavier.

Testemunhas disseram que a vítima teria sido confundida com traficantes de drogas do bairro. Segundo parentes Felipe era trabalhador. Ele atuava numa empresa de jardinagem contratada pela prefeitura e morava no Morro da Conquista.

De acordo com os familiares, Felipe chegou em casa por volta das 6 horas depois de trabalhar a noite inteira. Ele foi até o bairro Itararé para se encontrar com o profissional que terminaria de fazer a tatuagem que tinha no braço. A vítima passava a pé pela pracinha, a caminho do estúdio. De repente, um homem passou por ele de bicicleta atirando.

Policiais civis que atenderam a ocorrência suspeitam que o atirador atue no tráfico de drogas de Andorinhas e que faz parte do grupo que disputa o controle da venda de entorpecentes com rivais de Itararé.

Até o momento ninguém foi preso. 

Com informações da repórter Fernanda Batista, da TV Vitória/RecordTV

Últimas