Folha Vitória Sedu estima que 25% dos estudantes retornaram às aulas presenciais nesta terça-feira no ES

Sedu estima que 25% dos estudantes retornaram às aulas presenciais nesta terça-feira no ES

Segundo a secretaria, 314 escolas estão habilitadas a voltar com as aulas nas instituições; as prefeituras que quiserem também estão autorizadas a retornar

Folha Vitória
Foto: Divulgação / Pexel
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Depois de sete meses sem aulas presenciais, por conta da pandemia do coronavírus, as escolas da rede pública estadual voltaram a receber estudantes a nesta terça-feira (13). Segundo a Secretaria de Educação do Espírito Santo (Sedu),  314 escolas incluindo escolas de Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Educação Profissional estão habilitadas a funcionar no Estado.

De acordo com a Sedu, cada escola fica responsável por monitorar o retorno dos alunos, com base no Termo de Manifestação de Interesse, assinado pelos pais até a última sexta-feira (09). Com base nesses documentos, estima-se que cerca de 25% dos alunos retornaram nesta terça-feira (13) para as aulas presenciais.

Segundo o Governador Renato Casagrande, um protocolo rigoroso foi adotado para o retorno.

"Hoje retomaremos as atividades presenciais no Ensino Médio das escolas estaduais. Foi elaborado um rigoroso protocolo para garantir a segurança de servidores, estudantes e familiares. Desde abril, implantamos o programa EscoLAR, que permitiu manter as atividades remotamente."

As prefeituras que quiserem também estão autorizadas a retomar o ensino presencial nas redes municipais. Na Grande Vitória, a maioria dos municípios optou por não retornar em 2020. As regras para as escolas particulares, que já retomaram as aulas presenciais, são as mesmas da rede municipal. As escolas que não quiserem voltar, podem seguir apenas com o ensino remoto.

Casagrande ressaltou ainda que quem não se sentir seguro para retornar, deve permanecer em casa, adotando o sistema remoto. "Agora, no máximo 50% dos alunos de cada sala de aula terão, alternadamente, a cada semana, atividades presenciais e remotas, garantindo o distanciamento social. Quem for de grupo de risco ou não se sentir seguro pode permanecer nas atividades remotas até o final do ano letivo."

O retorno das atividades presenciais nas escolas públicas estaduais acontecerá de forma gradual, em etapas e com revezamento, alternando momentos presenciais e não presenciais, e com um número menor de estudantes por turma/sala, considerando o distanciamento físico e as medidas de segurança.

O regime de revezamento consiste na alternância semanal, onde cada turma é dividida em 50% de estudantes em estudos presenciais e 50% em estudos não presenciais, por meio das APNP e dos recursos disponibilizados pelo Programa EscoLAR.

Na 1ª semana, do dia 13 ao 16 de outubro, terá 50% dos alunos de cada turma e na 2ª semana, do dia 19 a 23 de outubro, os outros 50% dos alunos, e assim a cada semana alternando sucessivamente.

As aulas presenciais estavam suspensas no estado desde meados de março por conta da pandemia do coronavírus.

Guia para o retorno das aulas

A Sedu disponibilizou o “Guia da Família” para o retorno às aulas presenciais. No guia, os pais e responsáveis são informados sobre este momento de retorno e os protocolos sanitários que deverão ser seguidos.

O documento contém todas as informações de como será o retorno escalonado no modelo híbrido, os protocolos de sala de aula e refeitório, as funções da equipe gestora e o compromisso das famílias, como, por exemplo, observar se o aluno apresenta perfeito estado de saúde na semana em que participará da aula presencial.

A secretaria orienta no guia, que caberá à família fazer a escolha em relação à presença ou não dos filhos. Seja na escola ou de forma remota, todos os estudantes continuarão tendo acesso aos mesmos conteúdos pedagógicos, assim como já vem sendo feito por meio do Programa EscoLAR.

O retorno das atividades presenciais nas escolas públicas estaduais acontecerá de forma gradual, em etapas e com revezamento, alternando momentos presenciais e não presenciais, e com um número menor de estudantes por turma/sala, considerando o distanciamento físico e as medidas de segurança.

Últimas