Sobe para 748 o número de infectados pelo novo coronavírus em asilos do ES

Em uma semana, foram registrados 34 novos casos. Já o número de idosos dessas instituições que morreram em decorrência da covid-19 chegou a 66

Foto: Pixabay
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Mais 34 casos de contaminação pelo novo coronavírus foram registrados em asilos no Espírito Santo, em uma semana. Com isso, já são 748 casos confirmados de covid-19 em Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPIs) no estado. A constatação é do relatório semanal elaborado pelo Centro de Apoio Cível e Defesa da Cidadania (CACC), do Ministério Público do Espírito Santo (MPES). O boletim foi finalizado na última sexta-feira (07).

Ainda de acordo com o relatório, do total de infectados, 412 são pessoas idosas que residem nos asilos, e os outros 336 são empregados desses estabelecimentos. Com relação aos novos casos registrados entre o levantamento anterior, realizado no dia 31 do mês passado, e o mais recente, 21 são de idosos e 13 de funcionários.

Já o número de mortes de idosos que permaneciam nessas instituições passou de 64 para 66. Os dois novos casos foram registrados nos municípios de Serra e Afonso Cláudio, que apresentou o primeiro óbito.

Ainda de acordo com o MPES, as cidades da Grande Vitória com o maior número de idosos que moram nos asilos e que estão infectados com o novo coronavírus são Vila Velha (95 casos), Vitória (61), Serra (48) e Guarapari (22). Já no interior, os municípios com os maiores registros são Colatina (30), Alegre (26) e Cachoeiro de Itapemirim (18). Além disso, Vila Velha e Vitória concentram o maior número de óbitos de idosos residentes nas instituições, com 20 e 12 casos, respectivamente.

Já os municípios de Ecoporanga e São José do Calçado apresentaram casos confirmados de residentes pela primeira vez, sendo que Ecoporanga se destacou com 13 casos de residentes e oito de profissionais.

O levantamento é elaborado pelo CACC, por meio das informações registradas pelos asilos em formulário eletrônico disponibilizado pelo Ministério Público Estadual. O CACC possui registro de 94 instituições que respondem ao formulário, divididas em 36 municípios do Estado, sendo duas unidades públicas, 37 filantrópicas e 55 com fins lucrativos. Do total, apenas 25 não reportaram contaminação entre idosos ou trabalhadores até 7 de agosto.

Confira o relatório!