Folha Vitória Suspeito de ameaçar ex-mulher e agredir atual marido dela paga fiança e é liberado

Suspeito de ameaçar ex-mulher e agredir atual marido dela paga fiança e é liberado

A mulher contou que foi casada com o suspeito durante 27 anos, mas há 17 anos não havia mais casamento dentro de casa

Folha Vitória
Foto: Matheus Brum
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O homem suspeito de ameaçar a ex-mulher e agredir o atual companheiro dela, foi preso em flagrante, mas liberado após pagar fiança. Ele nem chegou a ser encaminhado para o presídio.

Tudo aconteceu na manhã do último sábado (19). A mulher de 40 anos e o atual companheiro estavam aguardando em um ponto de ônibus. Nesse momento, o ex dela, que não aceita o fim do relacionamento, chegou dando socos e chutes no atual marido. Para tentar acabar com as agressões, e mulher disse que iria com o ex para qualquer lugar.

Eles então pegaram o primeiro ônibus que passou e, mesmo dentro do coletivo, o ex começou ameaça-la. "Meu ex chegou e já partiu para cima do meu atual. Começou a dar socos e chutes nele. Eu tive que entrar no meio dos dois. Ele só falava que ia matar meu atual marido. Dizia que era meu dono e que não ia deixar ele viver comigo", contou a vítima. 

Leia também: 'Sou dono dela', diz suspeito de agredir marido da ex-mulher e sequestrá-la

Eles desembarcaram no Terminal Laranjeiras, na Serra. Mesmo com as ameaças, ela então teve uma ideia: disse que queria entrar em uma daquelas lojinhas de terminal para olhar algumas coisas, mas, na verdade, entrou apenas para pedir ajuda. Um funcionário do estabelecimento acionou a polícia, que chegou em poucos minutos. O ex tentou fugir, mas não conseguiu e foi preso em flagrante. "Procurei por seguranças no terminal, mas não encontrei. Vi uma loja e falei com ele que ia olhar um vestido. Pedi para ficar do lado de fora porque era uma loja de mulher. Falei com uma vendedora para chamar a polícia", revelou.

A mulher contou que foi casada com o suspeito durante 27 anos, mas há 17 anos não havia mais casamento dentro de casa. Segundo ela, faz apenas um ano que eles não vivem mais debaixo do mesmo teto. Ele a agredia sempre e ela suportou por muito tempo por causa dos seis filhos que tem com o agressor.

Eles são de Recife, mas vivem no Espírito Santo, onde as agressões se intensificaram. Ela tem medida protetiva contra ele, mas não é a única agredida. O atual companheiro da vítima também sofre com as agressões. Só essa semana foram quatro episódios de violência.

Após a prisão, eles foram encaminhados para o Plantão Especializado da Mulher, mas antes mesmo do agressor ser encaminhado ao presídio, pagou uma fiança e foi liberado. Procurada, a Polícia Civil informou que a prisão foi por por ameaça e constrangimento ilegal.

*Com informações da repórter Poliana Martinelli, da TV Vitória/Record TV

Últimas