Suspeito de atacar família com faca ainda não foi localizado pela polícia; adolescente foi morto

A mãe do adolescente morto é auxiliar de lavanderia e foi atingida no braço. Além dela, a mãe de 54 anos também foi atacada pelo criminoso

Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O homem que invadiu a casa da ex-mulher, matou o filho dela, e esfaqueou o atual companheiro e a ex-sogra, ainda não foi localizado pela polícia. O caso aconteceu na manhã de quinta-feira (26), no bairro Santa Luzia, Cariacica. 

Segundo testemunhas, o atual namorado da mulher, a mãe e o adolescente dormiam quando o acusado arrombou a porta acompanhado de um comparsa. O homem deu golpes de faca primeiramente no namorado da ex, um rapaz de 32 anos.

A mãe do adolescente morto é auxiliar de lavanderia e também foi atingida com um corte superficial no braço. Além dela, a mãe de 54 anos também foi atacada pelo criminoso. Eles foram socorridos por uma ambulância do Samu.

Vítima fatal

Foto: arquivo pessoal
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O adolescente, identificado como Eric de Souza Casati, foi atingido com vários golpes de faca. Ele chegou a ser socorrido pelo pai, que mora na região, deu entrada no Pronto Atendimento de Alto Lage, posteriormente no Hospital São Lucas, mas não resistiu aos ferimentos. 

De acordo com a Polícia Militar, os principais alvos do acusado eram a ex-esposa e o filho dela, por conta de uma briga do casal que Eric havia separado anteriormente, na tentativa de proteger a mãe.

Além das vítimas esfaqueadas, duas crianças dormiam na casa na hora do crime, sendo um deles um menino de 8 anos e um outro de apenas 2 anos de idade, que é filho do suspeito com a ex-companheira.  

Buscas

Policiais militares e civis fizeram buscas logo após o crime, no bairro Tabajara, onde o suspeito tem moradia. No entanto, nem ele e nem o comparsa foram localizados.  A ocorrência foi encaminhada à Policia Civil.

A Polícia Civil reforça que, o Disque-Denúncia 181 é a melhor forma da população auxiliar a polícia com informações que levem à prisão de criminosos ou pelo disquedenuncia181.es.gov.br, onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas. O anonimato é garantido e todas as informações são investigadas.