Folha Vitória Vítima da violência, jovem fica paraplégica ao ser atingida por bala perdida na Serra

Vítima da violência, jovem fica paraplégica ao ser atingida por bala perdida na Serra

Juliana Nascimento da Silva passou por várias cirurgias e não voltou a andar; ela estava num bar em Central Carapina com a família quando homens chegaram atirando em um adolescente

Folha Vitória
Foto: Suellen Araújo
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Quando foi atingida, a jovem foi levada para a UPA de Carapina

Juliana Nascimento da Silva, de 21 anos, foi mais uma vítima da violência. A jovem ficou paraplégica após ser atingida por um tiro no bairro Central Carapina, na Serra, em fevereiro. Ela estava internada há um mês em um hospital e recebeu alta esta semana.

Foto: TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A jovem voltou para casa essa semana e agora depende da mãe, do marido e da a irmã, que se dividem para dar conta da nova rotina. Com dificuldades financeiras, a família tem dificuldades para comprar remédios, fraldas, sondas e curativos. Juliana não tem mais condições de trabalhar e p único sustento vem do trabalho do marido.

O crime

Em fevereiro, Juliana estava em um bar com o marido e a filha quando homens chegaram disparando em Walace Souza de Jesus, de 16 anos. O adolescente era o alvo dos suspeitos, mas a moça e outras três pessoas foram atingidas. 

"Eu só me lembro de que travei o carrinho de bebê da minha filha, virei as costas e quando eu vi já estava no chão. Percebi que não sentia mais as minhas pernas. Foi tudo muito rápido e só percebi o que aconteceu quando me colocaram num carro e me levaram pra UPA de Carapina". 

Juliana ainda sente dores no ferimento. Sem uma cadeira de rodas, a jovem passa os dias deitada, mas diagnóstico não tirou as esperanças de poder voltar a andar. 

Com informações da repórter Nathália Munhão, da TV Vitória/RecordTV

Últimas