Folha Vitória Vitória tem a terceira cesta básica mais cara do Brasil, aponta Dieese

Vitória tem a terceira cesta básica mais cara do Brasil, aponta Dieese

Vitória está na lista das capitais que mais apresentaram acréscimo no valor do produto

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

De acordo com uma pesquisa realizada mensalmente pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), 13 das 17 capitais que integram a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos apresentaram aumento no preço das cestas básicas. A capital Vitória está na listagem como um dos maiores aumentos registrados.

Os maiores registros foram encontrados em Florianópolis (5,82%), depois em Belo Horizonte (4,17%) e Vitória (4,05%). Porém, algumas capitais apresentaram queda no valor do produto como: Natal (-0,94%), João Pessoa (-0,70%), Aracaju (-0,51%) e Fortaleza (-0,37%).

O preço mais caro da cesta básica no país, em janeiro foi visto na capital paulista. O custo aproximado dos produtos que fazem parte da cesta em São Paulo chega a R$ 654,15, aumento de 3,59% se comparar com dezembro do 2020. Em um ano, o preço destes alimentos subiu 26,40% na cidade.

Tendo como base o preço em São Paulo, o Dieese fez uma estimativa do salário que seria necessário para que o trabalhador supra suas necessidades e de sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência. De acordo com o cálculo esse valor seria de R$ 5.495,52, valor que corresponde cinco vezes o salário mínimo atual de R$ 1.100, 00.

Ainda de acordo com a pesquisa, 11 das 17 capitais presentes na pesquisa, a cesta básica custa mais da metade do salário mínimo atual. Com exceção de Belém, Salvador, Recife, João Pessoa, Natal e Aracaju.

* Com informações do Portal R7.

Últimas