Cidades Mesmo após triplicar oferta, João Pessoa tem 82,2% de leitos de UTIs ocupados

Mesmo após triplicar oferta, João Pessoa tem 82,2% de leitos de UTIs ocupados

João Pessoa chegou a 82,2% de ocupação em leitos de terapia intensiva (UTI), segundo dados divulgados pela Prefeitura Municipal nessa terça-feira (9). A taxa acende um alerta na Capital, uma vez que o expressivo número de internados é registrado mesmo com a triplicação da oferta de leitos exclusivos para Covid-19. No início do ano, a […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
João Pessoa abre novos leitos, mas taxa de ocupação não cai (Foto: Divulgação)

João Pessoa chegou a 82,2% de ocupação em leitos de terapia intensiva (UTI), segundo dados divulgados pela Prefeitura Municipal nessa terça-feira (9). A taxa acende um alerta na Capital, uma vez que o expressivo número de internados é registrado mesmo com a triplicação da oferta de leitos exclusivos para Covid-19.

No início do ano, a rede municipal ofertava 30 leitos de UTI exclusivos para tratamento de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Novos leitos foram sendo abertos, até que o número chegou a 100. Levando em consideração todos os hospitais da rede pública instalados na Capital, o número de leitos passou de 77 para 147.

“Mesmo com todo o esforço e investimento do governo municipal, a taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivos para Covid-19 nos hospitais da rede pública localizados em João Pessoa permanece alta”, alertou a Prefeitura de João Pessoa.

Em relação aos leitos de enfermaria, a taxa de ocupação nos hospitais da Capital era de 65,4% nessa terça-feira. Considerando Capital e região metropolitana, o percentual de ocupação de UTIs chegava a 84,8% e de enfermarias a 69,4%.

De acordo com Fernando Chagas, médico infectologista e presidente do Comitê de Combate à Covid-19, o número de novos casos tem aumentado, inclusive casos graves, o que tem resultado no crescimento também do número de internações.

“Estamos abrindo leitos toda semana e o número de ocupação não cai. Atualmente, no estado, estamos com uma média de 50 a 60 novas internações por dia. Estamos com um número alto e que só tende a crescer”, lamentou.

O médico destaca a importância dos cuidados necessários para evitar a disseminação do coronavírus. “A população tem que voltar a se cuidar. Usar máscara, higienizar as mãos e evitar aglomerações”, apelou.

Últimas