Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

Ministério das Cidades cria formulário para auxiliar na reconstrução habitacional do RS

Os dados recebidos devem direcionar a estruturação de um plano de recuperação das residências do estado

Cidades|Beatriz Oliveira*, do R7, em Brasília

Estragos causados pela chuva em Arroio do Meio (RS)
Estragos causados pela chuva em Arroio do Meio (RS) (Gustavo Mansur/Palácio Piratini - 18.5.2024)

O Ministério das Cidades criou um formulário para auxiliar no levantamento de demandas dos municípios afetados pelas enchentes no Rio Grande do Sul. O documento, disponibilizado em 14 de maio, deve ser preenchido pelos prefeitos dos municípios, que devem informar as estimativas iniciais de necessidade habitacional para suas cidades. Essas informações, segundo o governo federal, serão utilizadas como base para o mapeamento das soluções habitacionais e das ações necessárias para a reconstrução das áreas. Uma área de cerca de 93% do estado já foi atingida pela tragédia.

LEIA MAIS

Entre os dados solicitados no formulário, estão estimativas de destruição total ou parcial de áreas urbanas e rurais, a média da renda mensal das famílias afetadas, e a disponibilidade de terreno desocupado e fora da área de risco para construção de moradias.

O ministro das Cidades, Jader Filho, afirma que o formulário é fundamental para orientar as ações que serão tomadas pela pasta como medidas de reconstrução dos municípios gaúchos.

“Neste diálogo com os prefeitos, queremos que eles encaminhem ao Ministério das Cidades quantas casas são necessárias aos seus municípios. Nós também disponibilizaremos recursos para novos projetos de drenagem e de contenção de encostas para deixar as cidades do Rio Grande do Sul adaptadas, resilientes, preparadas para futuros problemas ambientais como esses que aconteceram recentemente”, explica.

Publicidade

O boletim divulgado nesta segunda-feira (20) pela Defesa Civil do RS aponta que 463 municípios foram atingidos pelas enchentes. São 157 óbitos, 88 desaparecidos e 806 feridos. Mais de 2 milhões de pessoas foram afetadas.

*Sob supervisão de Fausto Carneiro

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.